Vereadores de Porto União voltam a debater sobre rodovias

Assunto rende no parlatório, mas nenhuma solução é apresentada

sessao 2A reunião ordinária da Câmara de Vereadores de Porto União, desta terça-feira, 26, serviu pela segunda semana seguida, para pronunciamentos contundentes sobre duas rodovias: a federal BR 280 e a SC 135. Os debates começaram quando o vereador Elio Miguel Weber (MDB) subiu na tribuna para falar sobre a situação da SC 135, e sobre o tormento dos usuários do trecho entre Porto União e Matos Costa.

O vereador pediu o envio de ofícios para os deputados Celso Maldaner (federal) e Moacir Sopelsa (estadual) para que sejam convocados representantes do Dnit e Deinfra – SC, para dar explicações sobre as duas rodovias.

Em relação a BR 280, Miguel Weber, quer saber do Dnit, onde está a verba que foi destinada para a duplicação do trecho entre Porto União e a BR 116. Segundo o vereador, o projeto foi apresentado e até a verba havia sido garantida, mas nunca saiu do Papel. “Onde está o dinheiro”, questiona o vereador.

Já do Deinfra – SC, Weber quer saber por que o governo não está pagando a empresa contratada para uma operação “tapa buracos” melhorada no trecho entre Porto União e Matos Costa. “E aquele projeto original de R$ 50 milhões, onde foi parar”, questiona.

sessaoO vereador Gildo Masselai (PSDB) questionou o estreitamento da BR 280 na região do Batalhão. Segundo o legislador, em vez de alargar os caminhos de entrada do município, se fez o contrário. Gildo cobrou explicações do Dnit.

Depois de muitos apartes e nenhuma conclusão lógica, o assunto ficou em “banho maria”. Depois do desabafo a reunião retornou para a ordem do dia.

Convidado para ocupar a tribuna da casa, o líder comunitário Luiz Kotarski (foto ao lado), presidente comunitário do bairro Vice King, comunicou a conclusão da sede do centro comunitário.

Kotarski ainda aproveitou para convidar os vereadores para a inauguração do local no próximo dia 09 de março. No discurso emocionado, o líder comunitário lembrou de vários parceiros que possibilitaram que o sonho da construção da sede do centro comunitário se tornasse realidade.

Votações

Na votação foi aprovado em turno único, apenas o Projeto de Decreto Legislativo nº001/2019, proposto pela Mesa Diretora da Câmara Municipal, com a súmula: “Homologa o Primeiro Termo Aditivo ao Contrato de Repasse nº828570/2016/MCIDADES/CAIXA que entre si fazem a União Federal, por intermédio do Ministério das Cidades, representado pela Caixa Econômica Federal, e o Município de Porto União”.

Também aconteceu a votação de pareceres das comissões permanentes e o consequente avanço de projetos em tramitação. Uma indicação foi apresentada pelo presidente da Câmara, Carlos Roderlei Pinto. No ofício de gabinete o vereador solicitou prefeito, providências por meio do Setor competente, para que este proceda a poda em árvore na Rua João Fernando de Aquino, no Bairro São Pedro – COHAB, lote 11.