Vereadores aprovam em 1º turno PL sobre fogos de artifício de estampido

Reunião contou com a participação de catequistas e catequizandos de São Cristóvão

vereadores_UV (3)Na reunião ordinária desta segunda-feira, 18, da Câmara Legislativa de União da Vitória, o presidente do Sindicato do Magistério de União da Vitória, Marcio Utzig, ocupou a tribuna para falar sobre o movimento grevista e a suspensão da greve na última sexta-feira, 15.

Utzig disse que as negociações estão abertas e falou sobre o comprometimento da administração em avançar na pauta de reivindicações da categoria, da correção salarial, bem como na melhoria da infraestrutura das escolas municipais e Cemeis.

O sindicalista pediu colaboração nas votações pertinentes da Câmara, para assegurar a tranquilidade no setor. Utzig disse ainda que o movimento grevista não trata só de salários e avanços, mas na luta por melhores condições de trabalho e na melhoria junto aos prédios municipais de ensino.

A reunião contou com a participação de catequistas e catequizandos da Paróquia Nossa Senhora da Luz, do bairro Nossa Senhora da Salete, no Distrito de São Cristóvão.

Fogos de artifício

Na oportunidade o projeto de Lei Ordinária (PLO) nº 01/2019, que proíbe a utilização e a queima, a soltura de fogos de estampidos e de artifícios e de quaisquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidoso em União da Vitória, foi aprovado em 1º Turno, depois de passar pelas comissões permanentes.

O PL, de autoria dos vereadores Diego dos Santos (PSC) e Fernando Vier (MDB), vai agora para a votação em 2º Turno nas próximas reuniões.

Requerimentos

vereadores_UV (2)Foram aprovados pelos vereadores três requerimentos. Os vereadores Joarez Leandro de Oliveira (PSB), Almires Bughay Filho (PSDB), Diego dos Santos (PSC) e Valdecir José Ratko, ambos do PSC, solicitaram ao Poder Executivo, que se determine à empresa que explora o estacionamento rotativo, a colocação de mais vagas para motocicletas, pessoas com necessidades especiais e idosos.

O vereador Almires Bughay Filho (PSDB) teve requerimento aprovado pelos vereadores, onde solicita informações sobre a autoridade de trânsito secretaria competente), de União da vitória e sobre quais são suas competências de ofício, para posterior deliberação legislativa.

A vereadora Alandra Roveda Grando (PR), teve requerimento de sua autoria aprovado, em que solicita estudos, pelo município, no sentido de passar um terreno de propriedade do Município de União da Vitória à Rede Feminina de Combate ao Câncer de União da Vitória. Conforme a vereadora, Todos sabem do nobre e valoroso trabalho realizado, pela Rede Feminina de Combate ao Câncer de União da Vitória, em prol de União da Vitória e região.

Indicações

vereadores_UV (1)O Vereador Valdecir José Ratko (PSC) enviou ofício, de seu gabinete, ao pode executivo para que seja adquirido de um ônibus com acessibilidade, voltado diretamente à Terceira Idade, pois com o aumento do número de idosos que fazem parte da associação vem sendo necessário mais um ônibus pois o existente já não está suprindo a demanda, visto que com a possibilidade de ter mais um veículo, esse trará mais comodidade para os mais de 550 idosos do município.

Em outra indicação, os Vereadores Joarez Leandro de Oliveira (PSB) e Valdecir José Ratko (PSC), solicitam à prefeitura para que seja executada a limpeza dos bueiros e meios-fios das Avenidas, Wilkys Amazonas Correia e Coronel Amazonas, bem como as Ruas, Papa João XXIII, Antonio Baby, Princesa Isabel, Wilson Alves e Luís Moreti, Distrito de São Cristóvão, Bairro Nossa Senhora da Salete.

Moção de pesar

Os 13 vereadores assinaram em conjunto a Moção, propondo um voto de Profundo Pesar pelo falecimento de Celso Pires do Prado, o Escurinho, ocorrido na manhã de domingo, 17, na cidade de Blumenau – SC. Mais conhecido como Escurinho, o ex-vereador da Câmara Municipal de Porto União atuou nas legislaturas de 1989 à 1992; 1993 à 1996 , de 1997 à 2000 e 2001 à 2004, sendo presidente de foi Presidente da Casa de 1993 à 1994 e em 2003. Escurinho também foi presidente do MDB de Porto União.

Palavra Livre

Os vereadores se alternaram no uso da palavra livre para abordar vários assuntos ligados à comunidade. Entre eles está a questão das câmeras de segurança a serem implantadas na cidade, obras e outras questões de relativa importância à cada vereador.