Legisladores lamentam a morte do ex-vereador Celso Pires do Prado

Presidente determinou um minuto de silêncio em memória de Escurinho

porto (2)A reunião ordinária, a 6ª do ano de 2019, da Câmara de Vereadores de porto União, teve tom de luto. Os vereadores lamentaram a morte do ex-vereador e líder comunitário, Celso Pires do Prado, o Escurinho. Luiz Alberto Pasqualin (PP-SC), Sandro Calikoski (MDB) e Salime Farah (PSDB-SC) foram companheiros e legislatura de Escurinho.

Para os vereadores, Escurinho saiu do burburinho da periferia para escrever seu nome no legislativo de Porto União. Antes de ser legislador, Escurinho foi o responsável pela reurbanização da antiga Linha Velha, hoje Jardim Novo Mundo. Simples nas palavras, mas rápido de raciocínio, Escurinho marcou o legislativo com muitas ações, sempre em prol dos menos favorecidos.

porto (1)Os comentários sobre a trajetória de Escurinho ocuparam boa parte do pequeno e do Grande expediente. Escurinho, segundo os vereadores deixa um legado de trabalho, luta e sacrifício pelas comunidades carentes de Porto União.

O ponto forte da reunião foi a cobrança de posicionamento do prefeito Eliseu Mibach sobre ações de alguns funcionários comissionados que vem colocando em xeque a seriedade e idoneidade do seu governo, citando fatos que vem ocorrendo na secretaria de obras e até em bate-boca entre um funcionário público municipal e o vereador Luiz Alberto Pasqualin (PP-SC).

Na opinião dos Vereadores Sandro Calikoski, Christian Martins e o presidente da casa, Carlos Roderlei Pinto (PR-SC). Os vereadores Gildo Masselai (PSDB-SC) e Jacir Barth (PSDB – SC), admitiram falhas pontuais, mas garantiram que o prefeito tem a situação sob controle.

Ordem do dia

porto (5)Na pauta, deu entrada no legislativo e os vereadores deliberaram pela apreciação em regime de urgência, o Projeto de Lei nº 03/2019, do Executivo Municipal, que autoriza o prefeito Eliseu Mibach a firmar Acordo de Parcelamento de Débito com a Receita Federal do Brasil, oriundo de dívida do Município de Porto União com o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP).  O PL foi encaminhado para Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final e será votado, provavelmente já na próxima reunião ordinária do dia 26.

Em discussão única foi votada e aprovado o Projeto de Decreto Legislativo nº 04/2019, proposto pela Mesa Diretora da Câmara, que Homologa Primeiro Termo Aditivo ao Contrato de Programa nº 179/2018, que entre si celebram a Companhia de Saneamento do Paraná  (Sanepar) e o Município de Porto União, referente ao novo valor da cobrança da Sanepar sobre a Taxa de lixo, emitida junto a Tarifa de água..

porto (3)Em 1ª discussão foi aprovado o Projeto de Lei nº 03/2019, de autoria do Vereador Elio Miguel Weber, que denomina uma das vias públicas do Distrito de São Miguel da Serra de Avenida do Centenário.

Também foi aprovado o parecer da comissão de constituição e Justiça (CCJ) referente Projeto de Lei (PL nº 01/2019), de autoria dos Vereadores Neilor Grabovski e Gildo Luiz Masselai, que proíbe a fabricação, a comercialização, o manuseio, a utilização, a queima e a soltura de fogos de estampidos e de artifícios, assim como de quaisquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidoso município de Porto União. O processo, depois de aprovado na CCJ, vai tramitar por outras comissões antes de ser votado em plenário.

Com pauta curta, mais uma vez os vereadores foram para o debate de ideias, requerimentos verbais e demonstrações que os legisladores estão por dentro das mazelas do cotidiano político do estado e do município.