Caminhada até o Morro do Cristo em União da Vitória – PR

Uma opção de lazer unida ao cuidado com a saúde

caminhada subida morro do cristo uniao da vitoria (7)Começo esta jornada contando que o arrependimento bateu assim que o despertador tocou e eu lembrei que havia marcado para às 7h da manhã, então teria que levantar ao menos às 6h30 de um domingo.

Animador foi ver que céu estava limpo e o clima perfeito para iniciar nossa caminhada matutina, que tinha como destino o Morro do Cristo em União da Vitória – PR, que fica a 928 m acima do nível do mar e é um dos mais altos do município. O ponto turístico é conhecido por abrigar a estátua do Sagrado Coração de Jesus, que possui 27 metros de altura e está fixada sobre um pedestal de 6 metros. A estátua, que foi inaugurada em 1968, representa o padroeiro de União da Vitória, e é hoje a 2ª maior imagem na categoria do interior do Brasil.

A escolha do destino foi porque o local oferece uma visão privilegiada dos municípios de União da Vitória – PR e Porto União – SC. Optamos por ir de casa até o morro já caminhando e a saída foi do centro de Porto União.

caminhada subida morro do cristo uniao da vitoria (9)O percurso que escolhemos fazer foi descendo a Rua 7 de setembro em direção à Av. Coronel Amazonas. Neste caminho, seguimos pela Ponte Domício Scaramella, que possui passagens nas laterais para circulação de pedestres e ciclistas. Para chegar ao pé do morro, optamos por passar pelo bairro São Joaquim, saindo da ponte e pegando a Rua Industrial Francisco Fernandes. Devido ao horário e ser domingo, as ruas estavam tranquilas e praticamente vazias, encontramos apenas alguns moradores por ali e a circulação de veículos foi quase nula.

Chegamos ao pé do Morro do Cristo. O local é sinalizado com placas que indicam a direção. A subida do morro do Cristo é toda asfaltada e apesar de não ter ciclovia, possui calçadas pelas quais é possível transitar a pé tranquilamente.

caminhada subida morro do cristo uniao da vitoria (10)Já na subida do morro encontramos uma atleta subindo de bicicleta e que pela sua destreza já deve ter feito o trajeto outras vezes. O cumprimento de “Bom dia” foi mútuo e ao nos ultrapassar, complementou com palavras de incentivo. Deve ter visto em nosso semblante que a subida íngreme estava sendo um pequeno desafio.

Encontramos também no caminho um cachorrinho branco de estatura média que parecia ser morador das redondezas e nos acompanhou durante alguns metros dos 1,3 km de extensão entre o pé do morro e fim da subida, mas logo perdemos o companheiro de vista, que parecia muito mais preparado fisicamente que nós e subiu correndo pela estrada.

 

caminhada subida morro do cristo uniao da vitoria (3)

 

 

Após a subida intensa, ao chegar no local, o acesso até a estátua do caminhada subida morro do cristo uniao da vitoria (13)Morro do Cristo é feito por uma escadaria de 224 degraus. Não que nós tenhamos contado, afinal ali o cansaço já estava batendo. Esta e outras informações estruturais, estão disponíveis em uma placa no local. Pela escadaria, imagens da Via sacra acompanham o trajeto até chegar ao topo do morro.

Ao chegar lá em cima, a vista já era conhecida de outras visitas, mas ainda assim surpreendeu. Acredito que seja a sensação de dever cumprido por fazer um exercício prazeroso ao domingo aliado à paisagem que é realmente linda. Lá de cima, de um lado é possível ter uma visão ampla do Rio Iguaçu e das cidades irmãs que o cercam. Do outro, avistamos mais um ponto turístico bastante conhecido por aqui, a famosa Ponte Manoel Ribas, conhecida como “Ponte do Arco”.

Energias recarregadas e sensação de bem-estar, é hora de voltar para casa! Na descida, encontramos mais uma pessoa que fazia o trajeto e bicicleta, um grupo de 4 integrantes e outras duas mulheres que faziam a subida sozinhas.

caminhada subida morro do cristo uniao da vitoria (5)A volta do passeio foi feita pelo Distrito de São Cristóvão, pois queríamos fazer a travessia do Rio Iguaçu por mais um ponto de referência de nosso município, a Ponte Machado da Costa, conhecida pelos munícipes como Ponte de Ferro.

Entre pequenas paradas para conversa e o tempo que ficamos no Morro do Cristo, o passeio teve uma duração de 2h. Às 9h da manhã daquele domingo já estávamos chegando em casa com um dia inteiro de descanso pela frente.

Cerca de 12300 passos no total e 11 km fizeram desta mais uma ótima experiência para começar bem a semana.

 

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta