CICLOTURISMO: Começa a instalação das placas do roteiro

Circuito para a prática do esporte e também para visitação recebe sinalização no anel central do Vale do Iguaçu

Colocação de placas de sinalização começou no dia 22 no interior do município e nessa semana, no anel central. (Foto: Divulgação).
Colocação de placas de sinalização começou no dia 22 no interior do município e nessa semana, no anel central. (Foto: Divulgação).

Começou na manhã desta terça, 4, a instalação das placas do roteiro para a pratica do cicloturismo na região central de União da Vitória. As peças reúnem informações importantes como altimetria, distâncias e pontos turísticos no caminho.

Como já mostrou O Comércio em outra edição, a definição do projeto começou ainda em 2018, nas primeiras reuniões envolvendo representantes das prefeituras, além de União da Vitória e Porto União, das cidades de Irineópolis, Bituruna, Porto Vitória e General Carneiro. Tamanho empenho não é para menos: trata-se da mais longa rota de cicloturismo do Sul do Brasil – e a única interestadual.

Apenas em União da Vitória, o percurso tem mais de 30 quilômetros (só de ida).

“Cada cidade está organizando o seu processo, a sua sinalização, como essa recente que está ocorrendo aqui no município. A idéia era lançar o projeto ainda em março, no aniversario da cidade. Isso acabou não acontecendo, mas nossa expectativa é de que até o fim do ano, isso aconteça”, explicou na ocasião a presidente da Associação de Turismo e Meio Ambiente do Vale do Iguaçu (Atema), Arceli Fudal.

Segundo ela, a implantação do cicloturismo na região tem o turismo como mote. A idéia é chamar a atenção de quem mora longe da terrinha para o que há de mais bonito. “São cerca de 400 quilômetros unindo com as cidades próximas. A maior parte do trecho inclui estradas rurais, justamente para fomentar o turismo”.

(Foto: Divulgação).
(Foto: Divulgação).

Investimento

As obras de sinalização começaram ainda no dia 22 de junho, com a construção da estrutura de sinalização na região do Rio dos Banhados, no interior. A empresa que venceu o processo licitatório foi a Construtora Alvir Lopes, e o valor orçado para este serviço é de R$ 95.299,99 numa parceria entre a prefeitura e a Caixa Econômica Federal. A empresa tem um prazo de três meses para fazer a entrega, portanto, tudo deve estar pronto até o mês que vem.

Vá de bike

A bike é uma boa alternativa de transporte. Além de ser sustentável, ela fomenta a prática do exercício físico. Há 50 anos, a produção de bicicletas e carros por ano era praticamente a mesma: 20 milhões para cada um. Mas a tendência mudou radicalmente a favor das duas rodas. Atualmente, existem duas vezes mais bicicletas do que carros. Apenas nos primeiros três meses de 2020 foram mais de 40 milhões de magrelas produzidas no planeta.

No Vale do Iguaçu, entusiastas de todas as idades, sozinhos, em famílias ou em grupos, pedalam por ai. Cerca de 70% dos moradores tem bicicleta em casa.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta