Natal em meio a pandemia

Isolamento social imposto pela Covid-19 fez com que muitos comerciantes e população do Vale do Iguaçu usassem a criatividade para manter a tradição

“Ho-ho-ho!
É claro que o bom velhinho não poderia faltar neste Natal. Ele é alegria da criançada e também dos familiares. Estou trabalhando muito neste ano, apesar da Covid-19. A jornada é cansativa, mas valorosa. Comecei dia 7 de novembro e vou até 25 de dezembro, sem nenhum horário livre. É uma surpresa, mas neste ano estou trabalhando mais do que no ano passado. A temporada em 2019 iniciou em 17 de novembro. Acredito que o aumento no trabalho se deve a carência imposta pela própria pandemia, sinto isso. As crianças querem encostar em mim, seus pais também. Está sendo tudo muito diferente do ano passado e para melhor, no sentido de afeto comigo. É uma experiência inexplicável viu. O Natal é querido por todos e a sua magia não pode acabar”.

“Natal é querido por todos e a sua magia não pode acabar”, afirma o Papai Noel
“Natal é querido por todos e a sua magia não pode acabar”, afirma o Papai Noel

Sim, o depoimento é do Papai Noel do Vale do Iguaçu. Sobrou até para ele, uma adaptação em razão da pandemia do novo coronavírus. Lício Ferreira é o ator que interpreta o bom velhinho no comércio e nas residências das cidades. Neste ano, além das roupas vermelhas, das botas, do gorro, a vestimenta também conta com a máscara de proteção. Lício tem enfatizado o item, em especial às crianças, como indispensável para evitar a doença respiratória, assim como para ele próprio.

Conta ele, que o Papai Noel em 2020 também é um atrativo para o comércio local. Todos querem fotografar ao lado do artista ou receber doces e fazer pedidos. E será assim – até o dia 25 de dezembro, data em que se celebra o Natal.

De acordo com os empresários da Câmara dos Dirigentes Lojistas do Vale do Iguaçu (CDL), em 2020 está tudo diferente devido às restrições para evitar a propagação da doença. Conforme decreto municipal é obrigatório que estabelecimentos comerciais disponibilizem álcool gel, limpem os ambientes, usem de máscaras, higienizem as mãos e façam a aferição de temperatura de clientes e funcionários (nos locais em que a prática for possível).

Papai Noel acrescentou a máscara na vestimenta
Papai Noel acrescentou a máscara na vestimenta

Outra opção, é que o horário do comércio foi ampliado desde o dia 14 até os primeiros dias do próximo ano no Vale do Iguaçu (ver box). De acordo com a CDL, a iniciativa busca evitar aglomerações e oferecer mais alternativas fora do horário tradicional.

Segundo a entidade, em sondagem com algumas empresas pela região, a expectativa de vendas para o fim de ano, ficou em aproximadamente 8% nas vendas de Natal, se comparado com 2019. Como em anos anteriores, os produtos mais procurados serão vestuários, calçados, brinquedos e cosméticos.

Por outro lado, economistas ouvido pelo portal Uol, disseram que o Natal deste ano pode ter desempenho insuficiente para alavancar a retomada do comércio ao longo de 2021. Apesar de ser a principal data para o setor, incertezas em relação à pandemia e sobre como a economia deve reagir ainda devem impactar as vendas de fim de ano.

Funcionamento de bares e restaurantes

O secretário de saúde de União da Vitória, Ary Carneiro Junior, lembra que será possível o funcionamento dos estabelecimentos durante o Natal, porém adotando os protocolos sanitários à Covid-19, como a diminuição da capacidade de público do local conforme decreto do seu município ou estado, distanciamento de dois metros entre as mesas e de um metro entre cadeiras de pessoas desconhecidas; promoção do distanciamento de um metro entre pessoas nas filas na entrada ou no pagamento; o ambiente deve ter boa ventilação, mantendo portas e janelas abertas; entre outros. Também deve ser respeitado o toque de recolher, que acontece no Vale do Iguaçu entre às 23h e 6h.

Crise do coronavírus X sem comemoração

De acordo com a Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa), os últimos dias de 2020 serão de grandes desafios para a saúde pública. É que recentemente não só a pandemia do novo coronavírus voltou a ganhar força, mas os números da Covid-19 neste início de dezembro apontam para um cenário ainda mais grave do que aquele registrado entre os meses de julho e setembro, quando a chamada primeira onda da doença atingiu o estado.

Segundo a Sesa, enquanto o aumento nos diagnósticos pode ser explicado pelo crescimento na procura pelos exames, a alta nas mortes, por outro lado, indica o agravamento da situação pandêmica no estado. Nos primeiros dez dias de dezembro, o Paraná registrou um total de 37.623 novos casos de Covid-19 e 496 óbitos.

O secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto, pediu em um live realizada na quinta-feira, 10, para que a população ‘esquecesse’ as festas de final de ano e focasse em ajudar na tentativa de conter o avanço da pandemia.

Segundo Beto, o Paraná atravessa um momento muito crítico, com aumento significativo no número de novos casos da doença, o que repercute também nas vagas dos hospitais.

“Volto a insistir: cuidado redobrado é fundamental. Evitar aglomerações, churrascos, confraternizações de empresas de final de ano e já começar, gente, a fazer um grande esforço para pensar no Natal de 2021”.

HORÁRIO DE FIM DE ANO DO COMÉRCIO NO VALE DO IGUAÇU

Até 18/12 – 8h30 às 22h
19/12 – sábado – 8h30 às 18h
20/12 – domingo – 14h às 19h
21 a 23/12 – 8h30 às 22h
24/12 – 8h30 às 15h
26/12 – sábado – 8h30 às 12h30
31/12 – 8h30 às 15h
02/01 – fechado

Papai Noel virtual

Lojas e shopping centers em várias cidades brasileiras têm adotado a tecnologia como alternativa para salvar o Natal das crianças. Até a tradicional entrega de cartinhas natalinas aos Correios ganhou uma nova roupagem e passou a ser 100% digital por causa da pandemia. Um exemplo foi o Shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande (MS), que levou o encontro das crianças com o Papai Noel para o ambiente virtual. Tudo é feito por videoconferência em uma tenda montada dentro do shopping center.

Internet substituiu o carteiro

A iniciativa do Papai Noel dos Correios também foi reinventada. Pela primeira vez, em 30 anos de campanha, a adoção de uma cartinha só foi possível digitalmente. Antes as pessoas de deslocavam até a Central dos Correios para escolher uma carta para presentear; neste ano a escolha foi realizada pelo site da empresa. A campanha foi finalizada dia 11.

REDOBRE OS CUIDADOS

Use máscara
Lave as mãos
Mantenha uma distância segura

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta