Séries: do sucesso à influência social

Produções audiovisuais estiveram em alta nas telas e nas buscas de todo o mundo em 2020, e seu impacto é muito maior do que apenas os números na plataforma de streaming

As produções audiovisuais, principalmente filmes e séries, apesar de muitas vezes não nos atentarmos a isso, influenciam diretamente no nosso comportamento. Com a pandemia, aumentamos significativamente o nosso consumo deste tipo de conteúdo, gerando gatilhos, principalmente de compras, além de refletirem também na nossa opinião e formação de personalidade.

Você já parou para analisar como as produções midiáticas influenciam na sua forma de agir? Ou na forma como se posicionar? Para deixar isso ainda mais claro, por meio de exemplos, confira abaixo como as principais séries, que tiveram audiência relevante em 2020, mudaram a forma como as pessoas se interessam por temas, produtos e informações.

 

O Gambito da Rainha

A série “O Gambito da Rainha” estreou em outubro de 2020 e em apenas 28 dias bateu a incrível marca de 62 milhões de telespectadores, ou seja, um grande número de pessoas vendo o mesmo conteúdo, nas mais variadas traduções. A produção conta sobre uma órfã, prodígio do xadrez, que enfrenta os maiores nomes do esporte em todo o mundo, enquanto paralelo a isso, luta contra seus vícios causados pelo seu passado.

Já nos 3 primeiros dias, a procura por itens relacionados ao tema foi enorme. A série se tornou a mais vista, em 63 países, no ranking de minisséries de ficção da Netflix, principal empresa do segmento de streaming.

O impacto causado foi mensurado também no restante da internet. Se tornou a 8ª série mais buscada no Google mundialmente. Não apenas o título “Gambito da Rainha” demonstrou relevância, pois impactou também nas buscas pelo interesse no esporte pelo qual a série se baseia. A busca por “Xadrez” aumentou 88%, “Jogadas de Xadrez” teve um aumento de 150%, e “Siciliana”, tipo de jogada bastante abordada na série, aumentou 300%.

No mundo offline o impacto também veio. O livro que inspirou a série, um romance americano de 1983, escrito por Walter Tevis, tornou-se best-seller depois de 37 anos do seu lançamento.

 

Emily in Paris

A série também estreou em outubro de 2020 e foi a mais maratonada do mundo! Para você que ainda não está familiarizado com este termo, a nomenclatura é usada para definir a atividade de quem assiste um tipo de conteúdo por um longo período, vários episódios de uma série de uma vez só, em um só dia, por exemplo.

No Google, Emily in Paris alcança a marca de 6ª série mais buscada. Episódios curtos, romance, moda e fotografia moderna despertaram um feeling nos telespectadores, no estilo Gossip Girls, de se identificarem com o estilo da principal personagem. O impacto foi grande no crescimento pela busca de produtos, como modelos bem específicos de bolsas das grifes que aparecem na produção. Além disso, acessórios como boina e bucket hat também ficaram em alta.

Para quem viu a série, sabe como os diálogos despertam uma vontade repentina de saber falar o Francês e conhecer a capital Francesa. As buscas por “Paris” aumentaram 43% e “Francês” 47%. A trilha sonora também teve seu destaque, na qual as músicas presentes na série apareceram no ranking da Revista Billboard.

Mais uma vez o offline foi impactado. Desta vez no setor do turismo. Foi criado um tour pelos principais locais da cidade mais romântica do mundo com base nos cenários que aparecem na série.

 

The Crown

Que a família real está na boca no povo britânico você já sabe, mas agora, está também no restante do mundo. A série que conta a história da realeza britânica já está na sua quarta temporada e teve grande influência no mundo da moda e nas buscas pelas pessoas da produção, que é bibliográfica.

No Google, a busca por Princesa Diana aumentou 1566% e Príncipe Charles 1425%. Margaret Thatcher teve um aumento de 1540%, já nos 3 primeiros dias da estreia. Mas e afinal, o que a família real achou de tudo isso? Bom, o telespectador também ficou curioso, pois uma das buscas que ganhou relevância nas métricas foi: “O que a família britânica acha de The Crown?”.

O sucesso que coroou a série no streaming impactou diretamente também a visão que as pessoas tinham sobre umas das famílias mais conhecidas no mundo. Segundo dados levantados pelo site de roleta Betway, 35% dos britânicos que assistem passaram a enxergá-los como “melhores”, e 34% passam a ver Príncipe Charles como mais empático do que imaginavam. Devido ao sucesso, outras séries e documentários do tema também estiveram em destaque no catálogo da Netflix.

Temas que influenciam

Ficar em casa exigiu que procurássemos refúgios, sendo o serviço de streaming foi um dos principais, e seu conteúdo seguiu pautando e influenciando a sociedade. Mensurar este impacto ficou mais claro com o uso das ferramentas da internet. Antes, o impacto imediato de uma produção que passava na TV aberta por exemplo, era praticamente impossível.

Agora, é possível se basear e medir esta influência pelas buscas feitas no Google, por exemplo, conforme citamos acima nas principais séries de 2020.

De acordo com um estudo realizado pela Betway e disponibilizado em seu blog, o interesse em determinadas palavras-chave após o lançamento dos mais diversos tipos de produtos audiovisuais, são reflexos desta grande influência. Das telas para o Google, assuntos como religião, moda, casos famosos, obras literárias e muito mais, passam a se fazer presente no interesse dos usuários.

Confira no infográfico clicando aqui!

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta