VÍDEO: Morador de Rio Azul faz sucesso na academia e inspira jovens

Perto de completar 60 anos de idade, José Luís Basniak, frequenta a academia duas vezes por semana e ainda pedala nas horas vagas; em um ano, ganhou mais disposição para suas atividades de rotina e triplicou sua resistência

2020-jose-rio-azul-5
(Fotos e vídeos – arquivo pessoal)

A rotina de José Luís Basniak começa cedo.

Entre às 5 e 5h30, ele já está disposto para um novo dia. Prepara o seu café da manhã e segue para suas atividades de rotina.

E todo o dia é assim.

De bem com a vida, o morador da pequena Rio Azul no Paraná, não deixa nada para depois. Ele aproveita a cada segundo, e com muita disposição.


Perto de completar 60 anos de idade, feito que será comemorado em 17 dezembro, José faz sucesso na academia e inspira jovens.

2020-jose-rio-azul-4

Ele frequenta a academia duas vezes por semana e ainda pedala nas horas vagas. Conta ele que em um ano, ganhou mais disposição para suas atividades de rotina e triplicou sua resistência.

“De fato, a idade não é desculpa para não treinar, viu? brinca ele.

O morador conta que o lado bom da vida é exatamente esse: que nunca é tarde para começar algo que se gosta, ou descobrir algo novo e, que futuramente possa fazer parte da sua vida.

De uma história de vida de luta, José – desde moço, sempre batalhou por uma situação financeira melhor. Sua cidade natal é Prudentópolis, que fica na região centro sul do Paraná.

“Eu trabalhava na lavoura. Morei com meus pais até os 18 anos. Depois, meu primeiro emprego foi em uma lanchonete e mais tarde no ramo do comércio, mais especificamente em um supermercado”, conta.

Em razão dos proprietários do supermercado adquirem outro estabelecimento comercial em Guarapuava, também no Paraná, José fez as malas e foi junto. Com essa, foram várias as mudanças – tanto de cidades, como de amizades e de rotina.

Entre idas e vindas, José chegou a trabalhar na Bahia, retornou para Guarapuava e depois Prudentópolis. Foi então que José ingressou para o ramo da pronta-entrega de salgadinhos e doces na região de Mallet. Mas foi na cidade vizinha de Rio Azul que o seu coração falou mais alto, e com o suor de seu trabalho chegou a construir uma casa. Ele realiza a pronta-entrega pelo comércio da região.


E as atividades físicas?

Não. Elas nem sempre foram presentes na vida do seu José. Tudo aconteceu aos poucos, e com mais intensidade recentemente.

“A vontade em praticar atividades físicas começou aqui, em Rio Azul. Elaborei um projeto de vida, sendo que em um ano, eu deveria caminhar uma vez na semana o total de nove quilômetros. A meta foi cumprida. Depois comprei uma esteira e percorria os nove quilômetros em casa”, conta.

Mas como nem tudo são flores, o morador apresentou problemas na coluna e necessitou de uma ida ao médico. Ele foi diagnosticado com duas *hérnias de disco na região da lombar e necessitava de cuidados.

“O médico sugeriu uma cirurgia para o problema na coluna e eu disse não. Um tempo depois, tentei o *pilates por cinco anos”.

Ainda não satisfeito com o resultado, seu José não cruzou os braços diante da situação.

“Por meio de amigos aqui e ali eu ouvi falar do trabalho do Genilson e então o procurei. Iniciei um trabalho na academia e estou até hoje”.


José x Genilson

O encontro entre ambos aconteceu há um ano, data em que seu José ainda tem anotado na sua agenda. Com a busca por uma academia, ele também escolheu um Personal Fitness Trainer para acompanhar o processo.

Foi aí que Genilson entrou na história.

2020-jose-rio-azul-7

Após uma intensa avaliação física, José estava apto e passou a treinar nas terças e quintas-feiras.

2020-jose-rio-azul-9


E ele ‘pega pesado’ ein!


Só elogios ao aluno

Genilson é graduado em Educação Física e estudante de pós-graduação em Fisiologia do Exercício. Ele é só elogios ao aluno quase *idoso.

 

(Foto: Reprodução).
(Foto: Reprodução).

“Ele é muito esforçado. Do tempo que ele está aqui, melhorou o desempenho e a postura. O desenvolvimento dele é incrível. É uma honra fazer parte da rotina do seu José. É muito prazeroso saber que enquanto profissional eu posso melhorar a condição de saúde dele. Ele é um aluno assíduo e raramente falta à aula, isso só acontece quando tem um compromisso inadiável, como uma viagem à empresa de Prudentópolis, por exemplo. Ah, e ele é muito pontual”, afirma.

O profissional comenta que para os idosos que quiserem sair do sedentarismo, dois conselhos são muito importantes: os exercícios físicos devem ser praticados sob a orientação de um médico e com o acompanhamento diário de um preparador físico.

É importante ter segurança para seguir uma rotina compatível com o condicionamento físico pessoal.

*Vvale: Atividade física para quem já passou dos 50 anos, é também muito importante para melhorar a qualidade de vida? É o caso do seu José?


Genilson conta que a média de idade na academia de Rio Azul fica em torno de 30 a 40 anos. Na idade do seu José, é somente ele, até o momento.

Conforme dados de 2019 da Associação Brasileira de Academias (Acad Brasil) o número de pessoas com mais de 60 anos que entram na academia vem aumentado consideravelmente. O percentual de idosos matriculados passou de menos de 5%, no início da década passada, para 30% na atualidade. Prova que a terceira idade está cada vez mais preocupada em deixar o sedentarismo de lado para cuidar da saúde.

*Vvale: Limites foram feitos para serem quebrados? Assim como no caso do seu José?


O brasileiro está vivendo mais. A expectativa de vida no Brasil chegou a 76 anos, de acordo com a projeção de 2018, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e o maior desafio das atuais gerações é alcançar a longevidade com qualidade de vida.

*Vvale: Através da prática esportiva é possível ter uma vida longa?


“Não me sinto com a idade que estou”

Além do treino na academia, José também é ciclista.

2020-jose-rio-azul-3

O esporte é praticado aos sábados e domingos. Em dois anos de pedaladas já foram 2.500 quilômetros. Com exceção deste ano – em razão da pandemia, mas em outras ocasiões, ele já disputou vários prêmios, obtendo as primeiras colocações em sua categoria com mais de 50 anos.

2020-jose-rio-azul-1

“Não me sinto com a idade que estou. Não tenho dores, subo e desço do caminhão em que trabalho sem dificuldade alguma”.

2020-jose-rio-azul-2

José tem duas filhas e é divorciado há quatro anos.

“Só peço a Deus para não ter dores e nenhum problema de saúde”.


De aluno para um grande amigo

Já ficou claro que Seu José gosta de fazer amigos. Porém, segundo ele, o mais importante é cultivá-los. Foi assim de aluno, ele se tornou um grande amigo de Genilson e de sua esposa Tamiris, que também é personal trainer.

“Ele é uma pessoa que gosta de fazer bem ao próximo e agradar. Pelas manhãs, quase sempre, chega ele com um ‘mimo’, que varia entre cafés e doces”, comento Genilson.

O personal afirma que mais importante que um agrado físico é a satisfação em ver o seu aluno feliz.

“Ele é tão de bem com a vida que a gente não quer ficar para traz (risos). Espero que juntos ainda possamos ter boas histórias para contar”.


Roda Pé

*Hérnia de disco

É uma lesão que ocorre com mais frequência na região lombar. Essa doença é a que mais provoca dores nas costas e alterações de sensibilidade para coxa, perna e pé. Aproximadamente 80% das pessoas vão experimentar a dor lombar em algum momento de suas vidas.

Pilates

É indicado para pessoas de todas as idades, podendo ser realizado por homens, mulheres, crianças, grávidas e idosos que já praticam algum tipo de atividade física e também para os sedentários, ajudando a alongar e a fortalecer os músculos, a melhorar a força e a flexibilidade de todo o corpo.

Idoso

Segundo a Organização Mundial da Saúde, idoso é todo indivíduo com 60 anos ou mais. Todavia, para efeito de formulação de políticas públicas, esse limite mínimo pode variar segundo as condições de cada país.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta