Jogo popular no eSports, League of Legends, tem itens proibidos em competições

A empresa produtora do jogo, tem uma lista oficial: Ao todo são 77 skins não permitidas e as mesmas podem ser alteradas a qualquer momento

league-of-legends-espots-vvale

Os campeonatos de League of Legends são os mais famosos no mundo do eSports. A final do mundial de 2019 contou com 44 milhões de telespectadores, batendo recordes e aumentando a visibilidade do jogo. Todo ano é um show em torneios (mesmo de forma online, com a pandemia de 2020), tanto dentro como fora de Summoner’s Rift, a torcida vibra e se joga na emoção durante as competições, chegando a ficar tão famoso que sites de apostas esportivas, como a NetBet cassino, abriram espaço para palpites em jogos competitivos como LoL e websites de streaming como a Twitch, abrem um espaço e destaques sem igual para a marca.

O cenário competitivo é um mundo diferente de uma partida casual, na qual há regras específicas e se violadas, há um grande prejuízo. Curiosamente, uma delas são as skins não permitidas (roupas para os personagens). Com o formato de jogo “free to play”, hipoteticamente não haveria como ganhar uma vantagem dentro dele com o dinheiro da vida real, contudo, há algumas skins que não podem ser usadas. A empresa produtora do jogo, Riot Games, tem uma lista oficial delas: Ao todo são 77 skins não permitidas e as mesmas podem ser alteradas a qualquer momento. Os critérios usados para a proibição envolvem a sua raridade, configurações visuais e outros. Com base nisso, selecionamos algumas das skins proibidas famosas para serem comentadas.  Confira.

Gragas Vândalo

Com sua aparição marcada por bebidas e destruição, o campeão Gragas é um mestre cervejeiro que pode ser usado na selva, meio ou topo. A sua skin “Vândalo” possui um erro na animação, quando conjurado sua habilidade Q (“Jogar o barril”) ao mesmo tempo de sua habilidade E (“Barrigada”), o barril diminui o tamanho, comparado com as outras skins, e acaba sendo lançado de forma quase subterrânea, ficando muito difícil para a visão de seus adversários. Acaba sendo uma grande desvantagem para o oponente, pois a habilidade Q do gragas é uma grande fonte de seu dano, por isso acaba sendo retirada dos campeonatos.

DJ Sona

A suporte que tem como principal característica o fato de se comunicar através de suas cordas e emitir poderes a partir de notas musicais tocadas no seu instrumento, teve a honra de receber uma skin ultimate, em 2015, com o nome de “DJ Sona”, contudo, a skin apresenta um erro e não pode ser utilizada em torneios. O defeito ocorre no momento em que um oponente usa um controle de grupo na campeã, se, neste exato momento, ela estiver trocando a nota musical, a personagem trava na troca de melodias e ocorre um “bug”. Uma pena por ser uma skin tão bonita não poder ser utilizada em competições.

Karma Estrela Negra

A karma é uma das poucas campeãs que no seu primeiro nível já possui sua habilidade ultimate (“Mantra”), que dá a ela um update na próxima habilidade que for conjurada. A falha na skin, que a tira de toda competição, é a animação do “Mantra” com a habilidade Q (“Chama interior”). Quando o Q for ativado, depois do “Mantra”, o dano causado é maior, o que faz os adversários ficarem espertos com esse golpe da personagem, já que quando o mantra é ativado, fica totalmente visível. Porém, na skin estrela negra não é possível diferenciar a “Chama interior” com, ou sem, a presença “Mantra”, o que acaba sendo extremamente desigual e evitando que seja usada em qualquer campeonato.

Corki Barão Vermelho

O piloto Yordle , que ama seu bigode, não fica fora da lista. O corki é um dos personagens mais antigos no League of Legends e muito querido pela comunidade. O campeão tem três skins proibidas em competições, a mais polêmica delas é a “Barão Vermelho”, que é banida de todo e qualquer campeonato por fazer uma alusão política a um bombardeiro alemão da primeira guerra mundial, por esse fato, ela não pode, e não poderá, ser usada em nenhuma competição de League of Legends.

Pulsefire Ezreal

O explorador pródigo, Ezreal, é um dos campeões mais populares na comunidade. Jogado na função de atirador, o personagem sempre obteve uma taxa de pick alta e está presente nos campeonatos, contudo, sua skin ultimate não pode ser usada em torneios. A skin “Pulsefire Ezreal” foi uma introdução das skins ultimates e, mesmo com o seu elevado preço, a comunidade aderiu e gostou. O fato dessa linda skin ser proibida nas competições é por conta de suas habilidades que possuem o tamanho menor, mas com o mesmo “hit box” (onde acerta um jogador), e dificuldades visuais por conta do tamanho reduzido nas habilidades. Por esse motivo, a skin ultimate do explorador não pode ser usada em campeonatos.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta