Brasil tem 637 mortes pela covid em 24h; total de vítimas se aproxima de 590 mil

O Brasil registrou 637 novas mortes pela covid-19 nesta quinta-feira, 16. A média semanal de vítimas, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 582, abaixo do indicador da véspera (597), mas ainda maior do que o patamar de 400 no qual se mantinha ao longo da última semana.

Nesta quinta-feira, o número de novas infecções notificadas foi de 35.128, o que representa um aumento de quase 30% com o total de casos registrados há exatos 14 dias. Ao todo, o Brasil tem 589.277 mortos e 21.067.396 casos da doença. Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por , , , , e em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 20,17 milhões de pessoas se recuperaram da covid desde o início da pandemia no País.

São Paulo registrou 170 novas mortes pela covid nas últimas 24 horas, enquanto o Rio de Janeiro teve o maior número de vítimas no período (177).

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho do ano passado, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

O Ministério da Saúde informou que foram registrados 34.407 novos casos e mais 643 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. No total, segundo a pasta, são 21.069.017 pessoas infectadas e 589.240 óbitos. Os números são diferentes do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

0 COMENTÁRIOS

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.