Lasso decreta estado de exceção no Equador para combater a o narcotráfico

O presidente do Equador, Guillermo Lasso, decretou estado de exceção no país na noite desta segunda-feira, 18, com o objetivo de enfrentar o narcotráfico e a violência. Em uma transmissão em cadeia nacional de rádio e televisão, o líder equatoriano disse que há “apenas um inimigo” nas ruas, “o narcotráfico”. “Isto não apenas se reflete na quantidade de drogas consumida em nosso país, mas também na quantidade de crimes que hoje têm relação direta ou indireta com a venda de entorpecentes”, disse Lasso.

O estão de exceção significa a redução da liberdade de trânsito, reunião e associação, entre outras limitações. Lasso argumentou que, com o narcotráfico, aumentam também os homicídios e os roubos. Para enfrentar o problema, as Forças Armadas e a polícia “se farão sentir com força em nossas ruas”, disse o presidente.

“O governo nacional utilizará todas as forças de ordem para levar a cabo uma só missão: devolver a segurança aos cidadãos. Levaremos a batalha contra o crime onde quer que se esconda”, disse Lasso. O presidente equatoriano ainda convocou os juízes a “garantir a paz e a ordem, não a impunidade e o crime”.

O Equador registra um aumento na presença e na influência do narcotráfico e também um surto de violência nas cadeias. Fonte: Associated Press.

0 COMENTÁRIOS

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.