Napoli fica no 0 a 0 com a Roma, mas segue invicto e retoma liderança do

Roma e Napoli não saíram do empate sem gols em jogo no estádio Olímpico de Roma na tarde deste domingo. O confronto direto pela parte de cima da tabela foi válido pela nona rodada do Campeonato Italiano e suficiente para que o Napoli retome a liderança do torneio, ficando empatado em pontos com o Milan.

Apesar de manter a invencibilidade, o time napolitano perde os 100% de aproveitamento e chega aos 25 pontos, ficando na liderança por conta dos critérios de desempate. Já a Roma permanece na quarta colocação, agora com 16 pontos.

Enquanto o Napoli jogava para manter os 100% de aproveitamento e buscava a nona vitória seguida no Italiano, a Roma buscava se recuperar da goleada sofrida no meio da semana para o modesto Bodo/Glimt, por 6 a 1, pela Liga Conferência. Apesar das boas atuações recentes no torneio nacional, a goleada fez com que José Mourinho barrasse cinco atletas para o jogo deste domingo.

Os dois times fizeram um jogo com ritmo lento no primeiro tempo. Os primeiros 45 minutos foram equilibrados, com muitas faltas. As equipes conseguiram criar, mas esbarraram nas marcações adversárias. A melhor chance do primeiro tempo foi da Roma, quando Abraham ficou cara a cara com o goleiro e bateu rasteiro para fora.

Logo no começo do segundo tempo, o Napoli quase abriu o placar. O chute do atacante Osimhen acertou a trave da equipe mandante. Após o susto, a Roma voltou para o jogo aos poucos e chegou a assustar em chegadas perigosas.

Quando a partida caminhava para o fim e a Roma tentava encurralar o time visitante em busca do gol da vitória, o técnico José Mourinho foi expulso por reclamação. O Napoli chegou a marcar aos 43 minutos com Osimhen, mas foi assinalado impedimento e o jogo terminou empatado sem gols.

Já no meio desta semana haverá mais Campeonato Italiano, com jogos da 10ª rodada. Na quarta-feira, a Roma visitará o Cagliari. Já o Napoli jogará em casa na quinta-feira contra o Bologna.

EMPATE RUIM – Internazionale e Juventus empataram por 1 a 1 neste domingo, em Milão, e seguem bem distantes da briga pelo título do Campeonato Italiano. O resultado foi ruim para ambos, mas comemorado pelos visitantes, que buscaram a igualdade no último minuto.

Com o 1 a 1, a Inter se manteve em terceiro, porém com sete pontos de distância para Napoli e Milan (25 a 18). A Juventus subiu para 15 pontos, na sexta colocação.

Dispostos a não ficar muito distantes dos líderes Napoli e Milan, Internazionale e Juventus entraram em campo no Giuseppe Meazza sob pressão. Só um triunfo interessava aos últimos campeões.

Em casa, a Internazionale começou em cima, pressionando e melhor em campo. Com mais disposição, logo abriu vantagem, com gol de Dzeko. O substituto de Lukaku vem dando conta do recado na Itália.

Além de sair atrás, a Juventus ainda teve uma enorme perda com poucos minutos de jogo. O meia Bernardeschi sentiu o ombro após dividida e acabou substituído. Sem o jogador, a equipe de Turim demorou a se encontrar e foi merecida ao descanso em desvantagem no placar.

Mesmo com Çalhanoglu apagado, a Inter viu Brozovic, Perisic e Dzeko se destacarem num primeiro tempo totalmente dominado pelos atuais campeões e imponente como foi na temporada passada.

A pressão e busca incessante pelo gol do primeiro tempo não se repetiu na etapa final. Mais recuada, satisfeita com o placar mínimo, a Inter cadenciou o jogo e acabou pagando caro pelo recuo ao levar o empate no fim, com gol de pênalti de Dybala.

Mais cedo neste domingo, Atalanta e Udinese empataram por 1 a 1. A Fiorentina derrotou o Cagliari em casa pelo placar de 3 a 0. Teve também a goleada em casa do Hellas Verona por 4 a 1 sobre a Lazio, com direito a quatro gols de Giovanni Simeone, filho do treinador do Atlético de Madrid.

0 COMENTÁRIOS

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.