Bituruna não terá Festa da Uva e Rodeio Crioulo em fevereiro

O prefeito de Bituruna, Claudinei de Paula Castilho, reunido com a presidente do Conselho Municipal de Turismo, Michele Bertoletti, o presidente da Associação de Produtores de Uva e Vinho de Bituruna (Apruvibi), Claudinei Bertoleti, e o representante do CTG Chapéu Tapeado, Romulo Ravanello, decidiram em não realizar a 27ª Festa da Uva e o 35º Rodeio Crioulo, que tradicionalmente são realizados no mês de fevereiro.

O Rodeio Crioulo que é realizado pelo CTG Chapéu Tapeado será transferido para uma outra data tendo em vista que a cobertura da pista de laço encontra-se em andamento. A Festa da Uva, que reúne as vinícolas e produtores rurais biturunenses, fica prejudicada pela grande queda na produção de uva na safra/2019, que chega a 40%, aliada a impossibilidade de realização do Rodeio Crioulo na mesma data.

Para o prefeito Claudinei, mesmo com todas as dificuldades que passamos o município vai colaborar para que o rodeio seja realizado ainda este ano. “Sabemos da importância da realização desses eventos para Bituruna e para os biturunenses, e vamos auxiliar o CTG Chapéu Tapeado para realizar o Rodeio Crioulo ainda esse ano, talvez com a inauguração da cobertura da pista de laço”, adianta. A previsão de término da obra é de 90 dias. “Esta melhoria é uma grande conquista para os tradicionalistas e para o nosso Parque de Eventos”, conclui.

Em julho, junto com a Apruvibi PRUVIBI, a Prefeitura de Bituruna vai realizar mais uma edição da Festa do Vinho.

A reunião também foi acompanhada pela representante da Secretaria de Agricultura, Fábio Cró.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta