Dicas para prolongar a vida útil do sistema de freios

Com ações simples e cotidianas você pode prolongar a vida útil de seus freios além de aumentar a segurança. Há um grande erro por parte de alguns motoristas em pensar que a manutenção dos freios se limita à checagem das pastilhas e das lonas de vez em quando. Além disso, a maioria deles desconhece ou ignora o tempo de vida útil dessas peças fundamentais, a hora de trocá-las e outros cuidados de conservação.
freios-carrorama Fora as conhecidas pastilhas e lonas — materiais de atrito que garantem a frenagem e cuja deterioração é mais evidente —, o sistema de freios é composto por peças fixas e móveis. São retentores, mangueiras, pistões, anéis de vedação, cilindros e diversos componentes que sofrem desgaste natural com o tempo e o uso. Por exemplo, as molas de freio têm uma vida útil projetada e perdem sua força de atuação e eficiência.
Adquira hábitos que poderão auxiliar na duração destes itens:
– Revise o sistema anualmente e troque o fluido conforme especificação do veículo;
– Dirija com cuidado, utilizando a redução das marchas do veiculo. Em um automóvel leve, a simples redução das marchas com o uso do freio-motor permite ‘’segurar’’melhor o carro;
– Evite as freadas bruscas;;
– Fique atento ao aquecimento do sistema de freio e pare o veículo o mais rápido possível (a cada frenagem, a temperatura tende a subir mais e o carro poderá ficar sem freios);
– Além do freio-motor, os veículos comerciais possuem dispositivos (retarder, top brake) que economizam as lonas porque os freio são menos utilizados;
– Em pistas molhadas há a perda de aderência entre pneu e o piso, reduzindo o atrito para as frenagens e aumentando a distância de parada. Se há travamento das rodas, o veículo perde aderência e estabilidade, podendo deslizar na pista ou ficar desgovernado;
– Na hora de trocar as peças, não observe apenas o preço. As muito baratas podem não ter a durabilidade esperada ou a eficiência necessária;
– Utilize itens de qualidade, originais ou de fornecedores das fabricantes, adquiridos preferencialmente em lojas ou distribuidores autorizados;
– Procure oficinas credenciadas com equipamentos adequados e mão de obra especializada para revisão e troca.

Fonte: Carro Terra

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta