Escola de Saúde Pública faz chamamento para bolsistas

Edital, que segue aberto até 12h desta quinta-feira (16), credenciará universitários para dois projetos junto ao CPPI – Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos do Estado.

(Foto: Geraldo Bubniak/AEN).
(Foto: Geraldo Bubniak/AEN).

Segue aberto até esta quinta-feira (16), às 12h, o edital de chamamento emergencial Covid-19 (07/2020) da Secretaria da Saúde do Paraná, publicado por meio da Escola de Saúde Pública (ESPP). O edital é para o credenciamento de estudantes universitários que participarão de dois projetos junto ao CPPI – Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos do Estado.

Os projetos de pesquisas são voltados para Covid-19 e autorizam a contratação de 14 estudantes como bolsistas. Um deles prevê a contratação de seis estudantes de graduação em Farmácia, para atuação no processo de produção de meio de transporte viral, produto utilizado nos testes de diagnóstico para acondicionamento de amostras coletadas.

O outro projeto prevê a contratação de oito estudantes  dos cursos de Biotecnologia, Ciências Biológicas, Engenharia de Bioprocessos e Medicina Veterinária para participação em processos de produção de soro hiperimune terapêutico.

BOLSA-AUXÍLIO – Os estudantes devem estar cursando o quarto ou o quinto ano dos cursos, com disponibilidade para atuação diária de 6 horas. A convocação para atuar nas atividades de enfrentamento ao coronavírus não configura vínculo empregatício. O estudante receberá uma bolsa-auxílio no valor de R$ 800 enquanto permanecerem as pesquisas.

“O Governo do Paraná incentiva a pesquisa científica com a participação dos bolsistas na área, e o Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos, conhecido nacionalmente por desenvolver antígenos e insumos para auxílio diagnóstico, também direciona seu trabalho para novas descobertas sobre o novo coronavírus”, informa o secretário da Saúde, Beto Preto.

ATIVIDADES – Os estudantes do curso de farmácia participarão de todas as etapas do processo de produção do meio de transporte viral, que compreendem: controle de qualidade microbilógica, controle de qualidade físico-química, formulação, envase, rotulagem, armazenagem, expedição e documentação.

Estudantes que participarão do projeto de produção de soro hiperimune desenvolverão atividades de técnicas laboratoriais, levantamento bibliográfico, realização de ensaios biológicos in vivo e in vitro, preparo de materiais, soluções e amostras. As pesquisas são desenvolvidas no CPPI utilizam equinos de acordo com todas as regras científicas.

O edital foi publicado terça-feira (14) e pode ser acessado no site www.escoladesaude.pr.gov.br

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta