Gasto com Transportes sobe 0,82% e gera o maior impacto de alta no IPCA

As famílias brasileiras gastaram 0,82% a mais com Transportes em agosto, o maior impacto de grupo, 0,16 ponto porcentual, sobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A alta de agosto foi puxada pela gasolina, que ficou 3,22% mais cara, item de maior pressão na inflação do mês, o equivalente a 0,15 ponto porcentual.

“O maior impacto no IPCA nos últimos meses tem sido a gasolina”, ressaltou Pedro Kislanov, gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE.

Também ficaram mais caros o etanol (1,29%) e o óleo diesel (2,49%). O gás veicular recuou 0,79%.

As passagens aéreas caíram 1,97% em agosto, e o transporte por aplicativo subiu 0,37%.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta