RÁDIO: Grandes redes podem aparecer no Vale do Iguaçu em breve

radioXuniXXoA Rádio União AM 1070 e a Top FM 98,3 de União da Vitória podem desaparecer do dia. Segundo informações apuradas pela reportagem, a TOP FM estaria aderindo a rede Jovem Pan enquanto a histórica Rádio União estaria em tratativas com a CBN, emissora que toca apenas conteúdo noticioso.

A mudança de programação da TOP FM estaria em estudos por várias razões, inclusive por conta de um problema envolvendo o direito de marca e patente em relação ao nome da emissora, cujos donos seriam uma rede paulista de rádios.

No caso da Rádio União, uma situação semelhante, somada a necessidade de informar aos ouvintes da mudança para o FM, também estaria suscitando o interesse por alterar a grade de programação de maneira radical, adentrando a rede da “rádio que toca notícia”. Além disso, a emissora já se prepara de qualquer forma para migrar suas transmissões do famoso AM 1070 para 106,5 em FM; aproveitando um movimento nacional onde mais de 1400 emissoras de AM devem passar a emitir seus sinais exclusivamente em Frequência Modulada, uma tecnologia mais moderna e alinhada com as novidades.

Procuradas, ambas as direções não quiseram se pronunciar oficialmente no momento mas confirmaram que mudanças estão sim previstas.

cbnO que muda

Caso passem a transmitir as grandes redes – no caso da Rádio União, com a CBN e da Top FM, com a Jovem Pan – a identidade atual desaparece.

No caso da pioneira, a faixa de frequência e o tipo de ondas também mudam, pois com a migração, o canal AM deixa de existir. A atual Rádio União AM 1070 pode estrear na faixa FM já como afiliada da rede “all-news”, ou seja, CBN FM 106.5. A estação teria um alcance considerável de sinal entre o sul do Paraná e o norte de Santa Catarina. A programação muda também, dando lugar à conteúdo padrão, exigido pela rede, mas com programação local e regional. Entram os grandes nomes da notícia, dos comentários, das análises, do esporte e da informação. União da Vitória seria a oitava praça da rede CBN no estado do Paraná”.

TOPA Top, caso sofra a mudança, permanece em FM, mas incorpora a programação da Jovem Pan quase por completo.  A emissora tem sua sede em São Paulo, faz parte do Grupo Jovem Pan e tem uma programação baseada principalmente em músicas do universo pop jovem. O conteúdo musical é o carro-chefe de toda transmissão.

Alcance do rádio chega até 96%

Já não é de hoje que o rádio vem desafiando as previsões apocalípticas sobre seu fim, porém, as pesquisas mostram a evolução do meio como a principal ferramenta para democratizar a veiculação de conteúdo sonoro. Nem de longe o rádio está morrendo. De acordo com dados da pesquisa Book de Rádio, divulgados recentemente pelo Instituto Kantar Ibope Media, nas 13 regiões metropolitanas onde o estudo foi aplicado, o alcance do meio atingiu 89% da população, com média de 4h36min de sintonia diária.

O estudo trouxe ainda informações sobre a compra de espaço publicitário no meio, incluindo principais categorias e anunciantes. De janeiro a novembro de 2016, foram veiculadas 4,5 milhões de inserções publicitárias de 9.850 anunciantes diferentes, dos quais, 46% exclusivos do meio rádio. Os segmentos de hipermercados e atacadistas lideram o ranking, com Hypermarcas (1º), Via Varejo (2º) e Supermercado Guanabara (4º) nas primeiras colocações. O mercado financeiro e as instituições de ensino também aparecem bem colocados, com anunciantes como Bradesco (3º) e Anhanguera Educacional (10º).

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta