Aliel Machado cobra nomeação de aprovados em concurso da Caixa

Parlamentar encaminhou requerimento junto ao Ministro da Economia pedindo explicações

O deputado federal Aliel Machado (PV-PR), encaminhou um requerimento ao Ministro da Economia, Paulo Guedes, solicitando explicações a respeito das convocações previstas no concurso público da Caixa, realizado em 2014, além de informações acerca do Plano de Expansão da instituição. 

De acordo com o documento, Aliel questiona o número de aprovados convocados até 2022; para quais agências estes foram designados; qual o cronograma de convocação previsto, ou em curso, no certame de 2014; bem como se há previsão, ou não, para a convocação de todos os aprovados, com explicações para ambas as situações. 

Além disso, o deputado pediu explicações sobre a convocação de 1.106 aprovados, anunciada em abril deste ano, e porque apenas 500 entre os 1.106 aprovados foram admitidos, deixando de fora os estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso.

Para Aliel, existe um importante papel social através dos serviços prestados pela instituição. “A Caixa é responsável pela execução das políticas públicas do Governo, como  pagamento do Auxílio Brasil, FGTS, da casa própria para as pessoas de baixa renda. Precisamos ampliar o quadro de funcionários para que a instituição consiga prestar atendimento de qualidade para essa população de baixa renda, que muitas vezes não tem condições e outras alternativas de autoatendimento. Esta situação não pode permanecer do jeito que se encontra”, destaca o deputado.  

A respeito do Plano de Expansão, Aliel também questiona quando e de que forma se dará a recomposição do quadro de pessoal da instituição; quantos servidores serão necessários para que haja ampliação dos serviços; e se há embasamento de algum estudo técnico para efetivar o Plano de Expansão. 

Segundo o Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (DEST), e de acordo com a portaria n° 14 de 16 de julho de 2013, à época do concurso realizado em 2014, a Caixa contava com 106.899 empregados, com estimativa de ampliação do quadra, em 2015, para um total de 111.922. Porém, após 6 anos, o quadro de funcionários, de acordo com a portaria nº 10.070 de 18 de agosto de 2021, sofreu drástica redução e, atualmente, possui 87.544 empregados, resultando em um déficit de mais de 24 mil empregados.

Foto: Divulgação

0 COMENTÁRIOS

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.