Incêndio na Floresta Nacional de Três Barras é extinguido

Chuva que caiu na noite desta quarta-feira contribuiu com o trabalho dos bombeiros

(Foto: Reprodução/JMais).
(Foto: Reprodução/JMais).

Depois de 33 horas de combate ao fogo que consumiu 170 hectares de área de várzea da Floresta Nacional de Três Barras (Flona), a possibilidade de ainda existirem focos de incêndio foi descartada com a chuva que caiu na região perto das 22 horas. Antes, às 17h15, os bombeiros já haviam dado por encerrados os trabalhos, acreditando ter extinto o último foco de incêndio. Eles seguiam em alerta, no entanto, para o caso de surgirem novos focos.

O diretor da Flona, Carlos Ribeiro, comemorou o fim dos trabalhos, que teve como desfecho “a abençoada chuva” nas palavras dele. Ribeiro ressaltou o grande esforço e dedicação com que os bombeiros trabalharam incansavelmente no combate ao incêndio.

Ele conversou com o prefeito de Três Barras, Luis Shimoguiri (PSD) na tarde desta quarta-feira, 2. “O prefeito ofereceu um trator de esteira para melhorarmos a estrutura de aceiros (faixas ao longo das cercas onde a vegetação foi completamente eliminada da superfície do solo) e acessos na parte norte da Flona. Com isso estaremos mais bem preparados no caso de novos incêndios nessa parte da floresta”, explicou.

Sobre a origem do fogo, Ribeiro diz que a Flona vai aguardar o resultado da perícia que os bombeiros realizam no local. Para ele, há indícios de que tenha sido criminoso.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta