Contas da Copel devem ter redução média de 20% sem bandeira de escassez

Clientes da Copel agora têm a opção de pagamento pelo PIX – Curitiba, 10/01/2022

Com o fim da aplicação da bandeira Escassez Hídrica determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no último sábado, 16, haverá redução no valor final da conta de luz, de acordo com a tarifa de energia de cada distribuidora. No Paraná, área de concessão da Copel, espera-se uma redução gradativa nas faturas emitidas para residências, comércios e indústrias atendidos em baixa tensão, que deve chegar a 20% quando todo o ciclo de consumo já estiver dentro do período de isenção da cobrança.

A bandeira Escassez Hídrica estava vigente desde setembro, adicionando, na fatura, o valor de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos. De acordo com a Aneel, esse valor extra foi necessário para compensar os custos de energia, que ficaram mais caros em decorrência do enfrentamento do período de escassez de recursos hídricos, em 2021, o pior em 91 anos.

Usuários de irrigação e aquicultura devem atualizar cadastro para manter desconto na conta de luz
Os consumidores beneficiados com a Tarifa Social de Energia Elétrica já tinham isenção da bandeira Escassez Hídrica, pagando a bandeira tarifária divulgada mensalmente pela Aneel. Agora, a previsão divulgada pelo Ministério de Minas e Energia é de que todos os consumidores sejam beneficiados pela tarifa verde, sem cobrança adicional de valores, até o final deste ano.

Copel investe R$ 1,63 bilhão em subestações, redes e inovação na distribuição de energia
A tarifa social é válida para famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, beneficiários de prestação continuada (BPC 87 ou 88) e usuário de equipamento eletromédico de baixa renda. No Paraná, domicílios inscritos na tarifa social que mantêm o consumo abaixo de 150 kWh (quilowatts-hora) mensais têm a conta de luz paga pelo programa estadual Energia Solidária.

0 COMENTÁRIOS

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.