“PSD terá candidato a Prefeito de União da Vitória”, diz

Hussein Bakri foi o segundo entrevistado do especial Eleições 2020

Deputado Estadual, Hussein Bakri. (Foto: Alep).
Deputado Estadual, Hussein Bakri. (Foto: Alep).

O Deputado Estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (Alep), Hussein Bakri (PSD), é o segundo convidado do projeto ‘Eleições 2020’, iniciado pelo do Grupo Verde Vale de Comunicação. O convidado já foi vereador e prefeito de União da Vitória por dois mandatos.

Os entrevistados que farão parte do projeto respondem a nove perguntas elaboradas pelos jornalistas integrantes de nossa equipe.

Perfil

Hussein Bakri nasceu em 24 de novembro de 1965, em União da Vitória. Já na infância se dedicou a trabalhar com os pais na loja da família. Em 1988 ingressou na carreira política, quando foi eleito o mais jovem vereador da cidade. Em 2000 se elegeu prefeito de União da Vitória, sendo reeleito ao cargo em 2004.

Em 1998, concorreu pela primeira vez ao cargo de deputado estadual, não sendo eleito. Em 2010, concorreu novamente garantindo uma vaga de suplente com 31.879 votos.

Em 2014 foi eleito deputado estadual com 26.681 votos, sendo 14.282 votos somente em União da Vitória. Nas eleições de 2018, recebeu 32.679 votos e ficou como segundo suplente da coligação PSC/PSD. Assumiu uma vaga na Assembleia, após a saída de Guto Silva para assumir a Casa Civil e de Marcio Nunes, indicado pelo governador Ratinho Júnior para a pasta do Meio Ambiente.

Em dezembro de 2018 foi confirmado por Ratinho Júnior como líder do Governo na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná.

ENTREVISTA

MARIANA HONESKO – Deputado, na fundação do PSD, partido a que está filiado, o fundador da sigla, o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, disse que o partido não era “nem de direita nem de esquerda nem de centro”. É possível fazer uma boa política distanciado de princípios e valores ideológicos?

HUSSEIN BAKRI – Em minha opinião o radicalismo tanto da esquerda como de direita não leva a lugar nenhum. Acredito que temos que promover o debate, abrir discussão em todos os segmentos, e em minha carreira pública sempre fui de centro e comungo dessa ideia. O equilíbrio na tomada de decisões é extremamente necessário. Portanto me considero uma pessoa de centro, equilibrado e que não comungo com o radicalismo em nenhum sentido.

WANNESSA STENZEL – O senhor é político desde jovem. Como tem se sentido em um meio que é tão criticado no Brasil?

HUSSEIN BAKRI – Não posso negar que isso é uma realidade, fui vereador com 22 anos de idade, Prefeito reeleito na cidade de União da Vitória e cumpro o meu papel como Deputado com extrema dedicação. Quando fui Prefeito todos lembram o nosso trabalho nos bairros, como o ‘Prefeito com o povo’ e o PPI 100. Sempre tive um contato muito próximo com a população, escutando, discutindo com as pessoas e acho que a crítica é normal e aqueles que fizeram coisas erradas que sofram as consequências, apanhem o que tiver que apanhar. Graças a Deus fico tranquilo, durmo com a consciência tranquila, faço tudo que eu posso no cargo que exerço. Foi assim como Vereador e quem lembra do meu trabalho como Prefeito sabe que fiz de tudo para realizar dois bons mandatos e agora como Deputado tenho a sensação de dever cumprido. Críticas, justas ou injustas vão acontecer. As justas servem para construir e aprender; as injustas para ignorar.

JAQUELINE CASTALDON – Hussein como tem sido a articulação entre os partidos das outras bancadas na sensibilização das pautas prioritárias para o governo?

HUSSEIN BAKRI – Nesse momento temos visto na Assembleia um espírito de colaboração e devo reconhecer que todos estão despidos de condições ideológicas. Tanto situação como oposição têm colocado seus interesses de lado. Isso tem contribuído para que tenhamos muita agilidade na aprovação de projetos. Por exemplo o “Coronavoucher” que vai beneficiar 1 milhão de famílias do Estado do Paraná, aprovado em tempo recorde, em apenas um dia. Tenho que agradecer a todos os colegas, os deputados da base que nos tem dado sustentação e também reconhecer os deputados de oposição que estão deixando de lado nesse momento as questões ideológicas, partidárias e temos muitos projetos aprovados e muitos ainda que serão analisados na Casa. Alguns que serão debatidos no tocante ao remanejamento de recursos para área de saúde. Estamos dando agilidade que o Estado precisa, os doentes não podem esperar, as pessoas famintas não podem esperar e a Assembleia tem dado a sua contribuição.

MARCELO MALTAURO – O senhor exerce mandato parlamentar e a liderança do Governo perante a Assembleia Legislativa. Como o senhor vai se portar em relação a possível apoio nas candidaturas a serem apresentadas?

HUSSEIN BAKRI – Agradeço a Deus todos os dias do cargo que exerço porque me dá muita visibilidade no Paraná, mas tenho dado uma atenção especial para nossa região no atendimento de recursos importantes, de resoluções de problemas graves, tenho me dedicado muito. No que tange a parte política evidentemente vou devolver esse apoio para uma candidatura do meu partido – o PSD, que é o partido do nosso Governador e vou me dedicar com muito afinco para que nós possamos disputar e ganhar a Prefeitura de União da Vitória.

MARIANA HONESKO – Como deve ser a postura do Governo Ratinho Júnior em relação a candidatos em União da Vitória?

HUSSEIN BAKRI – O Governador Ratinho Júnior pode ter certeza hoje é o grande cabo Eleitoral do Paraná. Temos pesquisas que mostram esse detalhe por um governo sério, inovador e com várias realizações e em União da Vitória. Se você somar todas as obras que acontecem do Governo do Estado são milhões e milhões de reais. Portanto o Governador será um grande cabo eleitoral e pode ter certeza que vai ter uma participação sim, porque o PSD, partido do qual ele faz parte, vai para a disputa majoritária, vamos disputar a prefeitura de União da Vitória.

WANNESSA STENZEL – As eleições sendo elas municipais, qual o impacto disso na pauta da Alep?

HUSSEIN BAKRI – Na verdade, o impacto é diferente das eleições estaduais, quando os próprios deputados estarão disputando as eleições. Mas evidentemente que temos aqui alguns deputados que vão disputar a eleição municipal, mas acredito que ela não vai interferir diretamente na pauta, nas votações no dia a dia da Assembleia, vai continuar normalmente as segundas, terças e quartas-feiras, sessões, deliberações e as comissões. Portanto nenhum tipo de problema.

Hussein Bakri foi o segundo entrevistado do especial Eleições 2020
Hussein Bakri foi o segundo entrevistado do especial Eleições 2020

JAQUELINE CASTALDON – O senhor já declarou aqui na emissora que pretende voltar para União da Vitória. Qual será o momento certo para que isso aconteça?

HUSSEIN BAKRI – Uma boa pergunta. Não costumo antecipar o futuro porque a ele Deus pertence. Disse que em alguns momentos que essa vida que estou vivendo longe de União da Vitória, correria daqui e dali, muitas vezes me leva a pensar em voltar para União da Vitória. Mas evidentemente que também levo em conta o momento que estou vivendo aqui, a liderança do governo, atendo vários municípios, os recursos que eu posso levar para União da Vitória, tudo isso vai ser considerado no momento certo, que é até agosto, sendo o momento da definição das candidaturas para poder tomar uma decisão. Independente do meu nome, o partido tem outros bons nomes, mas garanto que um nome o PSD vai ter na disputa da majoritária.

RICARDO SILVEIRA – Deputado nas últimas eleições muito se falou sobre renovação. O Senhor acredita que teremos esse mesmo cenário para as eleições deste ano?

HUSSEIN BAKRI – O nosso grupo político esteve no último na prefeitura de União da Vitória e que foi em 2008. Portanto somos sim a renovação, comprometida, organizada, uma renovação que tem projeto, calcado no respeito ao povo, principalmente se lembrarmos quando fizemos o ‘PPI 100’ que a população escolhia as obras a serem direcionadas para o bairro. Fizemos o projeto ‘Prefeito com o Povo’ que dava oportunidade de as pessoas conversarem com o prefeito nos bairros. Então é uma renovação séria, comprometida com o futuro de União da Vitória. É difícil responder pelos demais partidos, vejo o anúncio de nomes de vários pré-candidatos, mas, posso responder por nós, o PSD vai ter candidatura própria em União da Vitória e garanto o nosso modelo de governar será um modelo popular, de ouvir a população e ir até os bairros, a população vê isso com bons olhos. Acredito e confio muito na vitória do nosso modelo de governar.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

HUSSEIN BAKRI – Gostaria de agradecer a oportunidade democrática para que todos os segmentos políticos possam conversar, falar e a população vai começar a avaliar, ver qual o melhor caminho para o futuro. Mas evidentemente que nesse momento a preocupação é outra é com o coronavírus. Estou cumprindo meu papel de responder em respeito às perguntas que foram feitas, mas evidentemente que todos os olhos, o coração e as mentes estão voltados para a solução do coronavirus. Estamos passando por momentos difíceis e que nunca imaginávamos passar. Vou completar 55 anos de idade e nunca imaginei passar isso. Estou 15 dias sem ver minha família, pois estou aqui em Curitiba, isolado porque tenho aqui uma missão muito grande de mandar do meu gabinete da liderança do Governo, um processo de votação complexo que envolvem emendas virtuais, projetos importantes para o Estado. Uma bancada de 44 Deputados e não posso abandonar o meu posto. É momento de todos termos fé e acreditar que Deus vai nos proporcionar um futuro melhor. Deus abençoe a todos, um forte abraço e saudades da minha amada União da Vitória e da minha família.

Podcast
A entrevista do político Hussein Bakri está disponível em podcast na página da CBN Vale do Iguaçu – 106.5, assim como a entrevista do primeiro convidado, o empresário, ex-prefeito e deputado estadual Pedro Ivo Ilkiw. Na próxima semana daremos continuidade as entrevistas.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta