Manifesto apoiado por Fiesp e Febraban vaza e BB pede reunião de emergência

Ontem, Banco do Brasil e Caixa ameaçaram deixar a Febraban, em caso de divulgação do documento com críticas indiretas ao governo Bolsonaro

Apesar da decisão da Fiesp de adiar a divulgação do manifesto de apoio à democracia – e críticas indiretas a Jair Bolsonaro -, o documento vazou para a imprensa. Nele, entidades representantes da indústria, dos bancos, além do comércio e serviços, reafirmaram a independência dos Três Poderes e pedem “serenidade e diálogo” diante da “escalada de tensões e hostilidades entre as autoridades públicas.”

Em reação ao vazamento, conforme apurou O Antagonista, o Banco do Brasil enviou e-mail aos demais bancões solicitando uma reunião emergencial para 15h. Como registrado mais cedo, BB e Caixa ameaçaram deixar a Febraban, em caso de divulgação do manifesto.

*Leia mais em O Antagonista

0 COMENTÁRIOS

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.