Aulas na Uniguaçu são suspensas para apurar possíveis casos de Sarampo

A medida determinada pela Secretaria de Saúde segue até o dia 12 de novembro

As suspeitas de casos de sarampo no Vale do Iguaçu, fizeram com que a Secretaria Municipal de Saúde de União da Vitória, determinasse nesta quinta-feira, 7, a suspensão por sete dias das aulas no Centro Universitário do Vale do Iguaçu – Uniguaçu.

Em entrevista exclusiva à CBN Vale do Iguaçu, o Secretário de Saúde de União da Vitória, Ary Carneiro Júnior, enfatizou que a pasta está se mobilizando a respeito do caso.

“A partir do momento que ficamos sabendo das suspeitas tomamos as providencias necessárias de precaução”, disse.

Ary Carneiro Júnior em entrevista na rádio CBN. (Foto: Ricardo Silveira).
Ary Carneiro Júnior em entrevista na rádio CBN. (Foto: Ricardo Silveira).

Durante a manhã dessa quinta-feira, a equipe da Vigilância Epidemiológica identificou os possíveis casos da doença e em seguida fez a coleta de material dessas pessoas e encaminhou para análise no Laboratório Central do Estado do Paraná – Lacen.

Como medida preventiva, a Secretaria de Saúde suspendeu as aulas da Uniguaçu por sete dias.

“Determinamos a suspensão das atividades por sete dias, pois é o período em que essas pessoas caso sejam portadoras da doença, poderiam transmitir o vírus”, enfatizou.


O que é o sarampo?

Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina. Em torno de 3 a 5 dias, podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade. (Fonte: Ministério da Saúde)

Ary Carneiro Júnior reforça a importância da vacinação para a prevenção da doença. “No caso de ser detectada alguma pessoa que possa apresentar os sintomas da doença, procurar não ter contato direto. Quem ainda não foi vacinado deve procurar as unidades de saúde e realizar a imunização e tendo sua proteção”, disse.


Uniguaçu se manifesta

Em contato com a reportagem, o Pró-reitor Acadêmico da Uniguaçu, Atílio Matozzo, enfatizou que a instituição está auxiliando no trabalho de análise dos casos.

“Após várias reuniões com a direção e com o objetivo de auxiliar os órgãos de saúde do município, optamos pela suspensão das aulas para que o trabalho de analise possa ser feito da melhor forma possível”, disse.

O Pró-reitor destacou ainda que a instituição vem realizando um trabalho de orientação com os acadêmicos a respeito da prevenção da doença.

“Já fizemos orientações a nossos acadêmicos sobre o assunto e estamos a disposição para auxiliar nesse processo”, afirmou.

Aulas em outras instituições seguem normais

A suspensão das aulas até a próxima terça-feira, 12, são restritas ao Centro Universitário do Vale do Iguaçu – Uniguaçu. A demais instituições da região como o Centro Universitário de União da Vitória – Uniuv, a Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) de União da Vitória, e Universidade do Contestado (UnC) de Porto União seguem com aulas normais.

O cronograma normal de aulas também acontece para as escolas das redes municipal e estadual de União da Vitória.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA DA UNIGUAÇU

74467671_2681961705202679_4440542334869831680_o

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta