A Cannabis pode ajudar as pessoas com asma?

(Foto: Reprodução).
(Foto: Reprodução).

A asma é uma doença crônica que, muitas vezes, aparece já na infância e provoca a inflamação das vias aéreas inferiores. Ela é um grande problema para a saúde pública brasileira, já que, de acordo com dados do IBGE, Ministério da Saúde e PNS (Pesquisa Nacional de Saúde), atinge mais de 6,8 milhões de brasileiros acima dos 18 anos. Anualmente, cerca de 110 mil pessoas são internadas pelo SUS sofrendo os efeitos da doença, sendo a quarta maior causa de hospitalização no país.

O mais difícil para os asmáticos é que não há nenhuma cura para a doença. Porém, com o uso de remédios e substâncias, os efeitos podem ser amenizados, melhorando muito a qualidade de vida do paciente. Estudos mostram que uma dessas substâncias que pode ajudar os asmáticos é o Canabidiol (CBD), composto encontrado na cannabis que é regulamentado no Brasil. Com o aumento na procura pelo Canabidiol, a Anvisa decidiu, recentemente, simplificar o processo de pedido dos medicamentos que possuem essa base.

É simples entender porque o CBD ajuda as pessoas com asma. É sabido que os medicamentos com base no canabidiol são agentes importantes no alívio de espasmos musculares, tanto que é usado no tratamento do Mal de Parkinson. Um dos motivos que faz com que a asma cause dificuldades na respiração é o bronco espasmo, que é um movimento repentino dos músculos pulmonares. Portanto, o CBD pode aliviar esses espasmos e melhorar a qualidade da respiração do asmático.

Outro fator que coloca o canabidiol como um importante aliado na luta pela qualidade de vida de uma pessoa com asma é a sua propriedade de aliviar dores. A maioria dos asmáticos sofre muito com as dores provocadas pela doença e elas podem ser alarmantes durante uma crise. O CBD age diretamente no sistema endocanabinoide, um conjunto de neurotransmissores responsáveis por regular, entre outras, a sensação de dor. Por isso, mesmo não estando diretamente relacionado com as dores da asma, o canabidiol pode, de maneira ampla, aliviar as sensações provocadas pela doença.

Muitas pesquisas já foram feitas sobre a relação entre a doença e o composto. Entre elas, vários estudos de caso que apontaram resultados positivos no conforto dos sintomas da doença. Um dos principais foi publicado recentemente, em 2019, no European Journal of Pharmacology, um periódico respeitado na área, abordando como o CBD pode agir na desinflamação das vias aéreas nos pacientes da asma alérgica.

Medicinalmente, o canabidiol é utilizado através de um óleo. No Brasil, porém, o uso da substância ainda não é receitado para os pacientes asmáticos, sendo restrito ao tratamento de outras doenças e transtornos, como o TDAH, o transtorno do espectro autista e a epilepsia.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta