ENTREVISTA: Dengue atinge Santa Catarina com força em 2020

Segundo a Dive, de 29 de dezembro de 2019 a 20 de junho de 2020, foram notificados mais de 17 mil casos de dengue no Estado

Diante das atuais preocupações com o coronavírus, o catarinense também está preocupado com a atual infestação da dengue, pelo qual o estado passa.

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), no período de 29 de dezembro de 2019 a 20 de junho de 2020, foram notificados 17.873 casos de dengue em Santa Catarina.

Desses, 9.847 (55%) foram confirmados (3.906 pelo critério laboratorial e 5.941 pelo critério clínico epidemiológico), 318 (2%) inconclusivos (classificação utilizada no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) para os casos que, após 60 dias da data de notificação, ainda não tiveram sua investigação encerrada), 5.425 (30%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para dengue e 2.283 (13%) estão sob investigação pelos municípios.

De acordo com o Gerente de Zoonoses da Dive, João Fuck, do total de casos confirmados, até o momento, 9.432 casos são autóctones (transmissão dentro do estado), 168 casos são importados (transmissão fora do estado) e 109 casos são indeterminados.

2020-especialista1
“Em 2020, até agora, foram confirmados 83 casos de dengue com sinais de alarme, residentes nos municípios de Joinville (81), Florianópolis (01) e Itajaí (01), sendo que todos evoluíram para cura”, explica.

De acordo com João, atualmente o estado de Santa Catarina possui dez municípios considerados em situação de epidemia. O município de Joinville apresenta o maior número de casos autóctones (7.642) no estado, o que representa 81,2% do total no ano de 2020, e a taxa de incidência é de 1.294,2 casos por 100 mil/hab.

2020-tabela1

“A caracterização de epidemia ocorre pela relação entre o número de casos confirmados e de habitantes. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define o nível de transmissão epidêmico quando a taxa de incidência é maior de 300 casos de dengue por 100 mil habitantes”.

2020-tabela2

João lembra que as equipes da Secretaria de Estado da Saúde monitoram diariamente a situação da doença no Estado, acompanhando e auxiliando tecnicamente os municípios nas ações a serem realizadas.


A repórter Wannessa Stenzel conversou com o Gerente de Zoonoses da Dive, João Fuck. Confira:


2020-dengue2
(Imagem: reprodução)

Dengue
É uma doença infecciosa febril causada por um arbovírus, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Ela é transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectado.


2020-dengue1
(Imagem: reprodução)

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta