União da Vitória adota protocolo de acolhimento com classificação de risco

Protocolo faz parte do Programa Humaniza SUS

Desde o dia 22 de fevereiro, segunda-feira, a Secretaria Municipal de Saúde de União da Vitória iniciou o trabalho na UPA Central e na Unidade de Saúde do Bairro Nossa Senhora da Salete com o Protocolo de Acolhimento com Classificação de Risco.

Este protocolo que faz parte do Programa Humaniza SUS do Ministério da Saúde, onde pacientes com maior risco são atendidos prioritariamente, independente da ordem de chegada na Unidade.

O paciente após passar pela recepção na Unidade de Saúde, passa pela Classificação com um enfermeiro, onde são avaliados os sinais vitais, queixas, escalas de dor, nível de consciência, início e evolução dos sintomas do mesmo, após esse procedimento ele é classificado através de uma pulseira com diferentes cores:

Vermelho – Pacientes que necessitam de atendimento imediato;
Amarelo – Pacientes urgentes que podem aguardar até 30 minutos para atendimento;
Verde – Pacientes que podem aguardar atendimento, podendo chegar até 2 horas de espera; e
Azul – Pacientes não urgentes, que podem aguardar até 4 horas por atendimento.

Após a Classificação o paciente passa a aguardar o atendimento com o médico. A Classificação de Risco não é um diagnóstico, este só será concluído após atendimento médico, e se necessário com a realização de exames complementares.

“O principal objetivo da implantação do Protocolo de Acolhimento com Classificação de Risco, é para que os pacientes mais graves sejam atendidos primeiro. Desta forma estamos procurando humanizar o atendimento onde há maior demanda, que seria na UPA Central e na Unidade do Bairro Nossa Senhora da Salete. As equipes destas unidades já estão capacitadas para o Acolhimento”, ressalta Fernando Ferencz, Secretário Municipal de Saúde de União da Vitória.

Cabe frisar que os pacientes após passarem pelo acolhimento, são monitorados para caso haja melhora ou piora o estado clínico, sejam reclassificados até o momento do atendimento com o médico.

protocolo acolhimento (2) protocolo acolhimento (1)

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta