Curto-circuito em carregador de celular causa princípio de incêndio

Morador conseguiu apagar as chamas, mas relatou o caso à PM

 

Carregador de celulares não foram projetados para ficar na tomada o tempo inteiro (Foto: Reprodução).
Carregador de celulares foram projetados para ficar na tomada apenas durante o tempo de carregamento (Foto: Reprodução).

Na madrugada desta sexta-feira, 26, um homem morador do bairro Vila Maria, em Mallet, informou a Polícia Militar do princípio de incêndio que aconteceu em sua casa, por volta das 2h.

De acordo com seu relato, o homem chegou em casa e se deparou com um dos cômodos em chamas, mas ele conseguiu apagar o princípio de incêndio com uma mangueira de jardim.

Segundo ele, o motivo do princípio de incêndio foi o carregador de celular que ficou na tomada, e deu um curto-circuito. O fogo danificou um colchão, guarda-roupas com roupas, o forro, a pintura da parede e a parte elétrica do quarto.

O homem foi orientado pela PM para as providências cabíveis.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), os carregadores de celular são projetados para ficar na tomada o tempo necessário para carregar a bateria, não para suportarem a rede elétrica por 24 horas todos os dias, como geladeiras e TVs.

Essa prática pode reduzir a vida útil do seu carregador, e ele pode ser danificado pelas oscilações da rede elétrica, principalmente quando há picos ou quedas de luz ocasionadas por chuvas fortes.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta