Incidente com cilindro de oxigênio deixa funcionária da Saúde ferida

Técnica de Enfermagem sofreu queimaduras de segundo grau nos braços. Seu quadro é estável

Ana Paula Balardini, de 40 anos, ficou ferida após um cilindro de oxigênio explodir dentro da Unidade de Saúde, em Paula Feitas, local onde atua como Técnica em Enfermagem. O acidente aconteceu por volta das 10h30 desta segunda-feira, 10. A causa ainda não foi identificada.

A funcionária foi encaminhada para o Hospital Regional de União da Vitória. Ela foi diagnosticada com queimaduras de segundo grau nos braços e segue internada, sem previsão de alta. Seu quadro é estável.

Na tarde de quinta-feira, 13, Ana Paula, por telefone, disse a reportagem que a sua história serve de alerta para outras pessoas sobre o manuseio do cilindro; equipamento muito utilizado durante a pandemia da Covid-19.

Segundo o prefeito de Paula Freitas, Sebastião Algacir (Xiru), o caso está sendo investigado por uma perícia técnica – a qual já foi requisitada.

“No momento do ocorrido, a funcionária não estava com paciente; ela nos contou que foi manusear a válvula do cilindro e pegou fogo. O fogaréu atingiu os braços de Ana Paula. Ficamos muito preocupados diante da situação. A funcionária foi prontamente socorrida. Medidas administrativas para apurar a situação já foram tomadas”, afirma.

O comandante do Corpo de Bombeiros de União da Vitória, tenente Marcelo Aleixo, comentou que a equipe foi acionada para o atendimento.

“No entanto, a equipe fez uma verificação do local e constatou que foi a válvula do cilindro de oxigênio que apresentou um vazamento, e por isso entrou em combustão, não sei se por conta de algum material que estava próximo ou pelo próprio conteúdo do cilindro. Quando chegamos, o fogo já estava extinto. A vítima foi atendida pelo próprio pessoal da saúde”.


Em Guarapuava

Situação semelhante aconteceu no dia 30 de abril deste ano, quando o Grupamento de Bombeiro de Guarapuava, no Paraná, atendeu uma explosão em um cilindro de oxigênio no Hospital Regional Bernardo Ribas Carli. A causa do acidente ainda não foi identificada. O fogo foi rapidamente controlado e não se alastrou. No entanto, duas pessoas (25 e 31 anos) tiveram ferimentos de grau moderado.


Como deve ser a segurança

Cilindros contendo gases comprimidos necessitam de alguns cuidados em sua utilização, com o intuito de evitar acidentes. Algumas informações e sugestões visam proporcionar uma margem extra de segurança aos usuários deste tipo de produto.

Foto: Samuel Ramos

Armazenagem:

  • Os cilindros devem ser identificados e estocados em áreas bem ventiladas e livres de materiais inflamáveis; devem ser acondicionados, separados por tipo de gás;
  • Manter os cilindros com seus capacetes em posição compacta e amarrados com correntes;
  • Separar os cilindros contendo combustíveis, por exemplo, hidrogênio, acetileno, dos cilindros contendo oxidantes, por exemplo, o oxigênio, à distância mínima de oito metros;
  • Manter os cilindros cheios separados dos vazios;
  • Não remover os sinais de identificação dos cilindros (rótulos, adesivos, etiquetas, marcas de fabricação e testes);
  • Não fumar na área de armazenamento;
  • Não permitir o manuseio dos cilindros por pessoal sem prática;
  • Em áreas internas, manter os cilindros longe de fontes de calor e ignição, passagens ou aparelhos de ar-condicionado. Evitar guardá-los no subsolo;
  • Em áreas externas, manter os cilindros em local arejado, coberto e seco, longe de fontes de calor e ignição;
  • Manter equipamentos de segurança próximos da área de estocagem;
  • Manter os cilindros sempre na posição vertical, com suas tampas no lugar e afastados da luz solar direta, onde possam estar sujeitos à ação climática.

Fonte: www.segurancadotrabalho.ufv.br

0 COMENTÁRIOS

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.