Mãe é vítima do golpe do falso sequestro

golpe-do-sequestro-1024x680Não foi a primeira vez e nem será a última que presidiários de outros estados utilizam o telefone celular para garantir dinheiro e créditos para seus aparelhos. Os golpes são diários, e na maioria das vezes, um suposto sequestro de algum familiar deixa a vítima em estado de choque e a primeira reação, sempre é atender o que os bandidos do outro lado da linha exigem.

Para servir de alerta, a moradora do bairro Nossa Senhora da Salete em União da Vitória, Fabiana Santos, conta o que aconteceu quando atendeu uma dessas ligações. A ligação chegou a 00h20h desta quinta-feira, 29, e do outro lado da linha a suposta filha de Fabiana pedia socorro.

Acompanhe o depoimento de Fabiana Santos: 

O que fazer

  1. Se você atender ligações a cobrar e a pessoa for desconhecida, não receba a chamada. Lembre-se de que a Polícia e os Bombeiros nunca ligam a cobrar;
  2. Não forneça informações ao bandido, como o nome da pessoa que ele diz ter sido sequestrada, onde mora e estuda. O nervosismo faz com que informações sejam passadas sem a vítima perceber, o que faz com que a pessoa ache que o bandido já sabia desses dados;
  3. Nunca cole no carro adesivos do local onde você trabalha, estuda, faz ginástica, adesivos com o apelido do dono do carro ou aqueles que informam sobre a família, se aquele carro é de um casal, quantos filhos tem, por exemplo;
  4. Enquanto fala com o bandido, pegue um outro telefone e ligue para a pessoa que ele diz ter sido sequestrada, mesmo que ele diga para você não ligar;
  5. Se a ligação começar a demorar muito desconfie: 90% dos primeiros contatos feitos por sequestradores levam menos de um minuto, por temerem ser rastreados pela Polícia;
  6. Desconfie também de supostos barulhos de choro e gritos ao fundo da ligação. Geralmente os bandidos não fazem as ligações de dentro do cativeiro, também por medo de serem rastreados;
  7. Se você cair no golpe não deixe de prestar queixa à Polícia, informando o número do telefone de origem, número da conta fornecida para pagamentos de resgate e outras informações pertinentes.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta