MENTIRA: Mulher responderá criminalmente após inventar sequestro-relâmpago

Ela mentiu que foi sequestrada na região bancária da cidade na semana passada

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Caçador, desvendou um falso sequestro-relâmpago. Uma mulher inventou o crime, que teria ocorrido na terça-feira passada, 19, na região bancária. Ela responderá por comunicação falsa de crime.

Segundo a suposta vítima, ela teria sido surpreendida por um homem com uma pistola que entrou em seu carro e a obrigou a lhe entregar R$ 2,5 mil em dinheiro. Depois, ele teria obrigado a vítima a sacar outros R$ 2,5 mil no Banco Itaú, enquanto teria permanecido no veículo com o se filho, um bebê de apenas alguns meses de idade.

Na mesma noite, a Polícia Civil reuniu elementos, entre eles filmagens de câmeras de segurança, os quais demonstram que, ao contrário do alegado pela suposta vítima, ela saiu sozinha do seu veículo, que estava estacionado na avenida Barão do Rio Branco.

A suposta vítima foi ouvida na delegacia e apresentou ao menos três versões diferentes para o “sequestro-relâmpago”, chegando a admitir que inventara a existência daquele homem na avenida. Sustentou que teria sido abordada em outro local no dia anterior por aquele homem, lá sendo extorquida, e que apenas entregou o dinheiro na terça-feira, num terceiro lugar.

Em razão da evidente invenção da vítima, foi instaurado termo circunstanciado pelo crime de comunicação falsa de crime. A vítima poderá ser condenada a uma pena de até 6 meses de detenção em razão da falsa comunicação.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta