Professor é encontrado morto em São João do Triunfo

Lindolfo Kosmaski, de 25 anos, foi encontrado morto ontem, 1º de maio, carbonizado dentro de um veículo

professor-morto
Professor Lindolfo Kosmaski, de 25 anos. (Foto: Arquivo Pessoal)

A morte do professor Lindolfo Kosmaski, de 25 anos, em São João do Triunfo, chocou os moradores da cidade.

Lindolfo era morador do Coxilão Santa Rosa e foi encontrado morto neste sábado,1º, carbonizado dentro de um veículo.

Houve também indícios de disparo de arma de fogo. A ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros de Palmeira, além da Polícia Militar, Civil e Criminalística que investigam o caso.


Pelas redes sociais amigos manifestaram as condolências e grupos enfatizam que a morte foi um caso de *homofobia.

“Lindolfo era um educador do campo, envolvido com a luta dos pequenos agricultores de onde se originou e carregava esta identidade com muito orgulho, se desafiou a candidatura de vereador na última eleição municipal, a qual não foi eleito, mas compartilhou com muita humildade seus sonhos e convicções de uma sociedade verdadeiramente livre”, dizem os amigos.

O caso segue sendo investigado.


*Homofobia – pode ser definida como “uma aversão irreprimível, repugnância, medo, ódio, preconceito que algumas pessoas nutrem contra os homossexuais, lésbicas, bissexuais e transexuais (também conhecidos como grupos LGBT).

0 COMENTÁRIOS