Viúva de militar quase cai no golpe do falso escritório de advocacia

Ele recebeu uma ligação anunciando resgate de seguro no valor de R$ 112 mil. Para receber o dinheiro era necessário depositar o valor das custas processuais

(Foto: Reprodução).
(Foto: Reprodução).

A viúva de um militar em Porto União quase caiu em um golpe aplicado por um falso escritório de advogados que prometeu o resgate de valores pagos a título de seguro. Ela recebeu uma ligação – no início deste mês, informando-a sobre o recebimento de R$ 112 mil em decorrência de um resgate de seguro.

Porém, para receber o dinheiro era necessário pagar as custas processuais.

Na dúvida, a viúva entrou em contato com sua filha que, desconfiando da situação, rapidamente entrou em contato com a Associação de Praças do Estado de Santa Catarina (APRASC).

“A ligação informava que a minha mãe tinha direito a um seguro; possuíam todos os dados dela e do meu pai (falecido), como CPF, RG, entre outros. Já soube que que este grupo vem abordando várias pessoas em Santa Catarina. Ainda bem que a minha mãe me ligou antes de cair no golpe e depositar o dinheiro”, conta.

A filha, que também é moradora de Porto União, não hesitou em buscar mais detalhes sobre o ocorrido.

“Em conversa por telefone com os representantes da Aprasc, as vítimas preferenciais desse tipo de golpe são as viúvas e filhos de militares ora aposentados ou falecidos”.

Em razão disso, a filha foi até a delegacia e registrou um boletim de ocorrência por tentativa de extorsão.

“A atitude é para evitar que outras pessoas sejam vítimas desse tipo de golpe”.

NOTA OFICIAL DA APRASC

A reportagem do Portal Vvale ao ser informada do ocorrido entrou em contato com a Aprasc. Por hora, foi enviada uma nota oficial:

“A Associação de Praças do Estado de Santa Catarina (APRASC) está ciente do ocorrido com relação a pessoas agindo de má fé e aplicando golpes de seguro com dados de militares falecidos. Junto com o corpo jurídico, a APRASC irá tomar as medidas cabíveis junto ao Comando da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar quanto à divulgação indevida desses dados. Destacamos, ainda, que a APRASC irá divulgar um alerta, oportunamente, em programa através de sua webrádio, Facebook e demais redes sociais orientando a todos os seus associados quanto ao possível golpe que está sendo passado com relação a seguros decorrente do falecimento dos referidos militares”.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta