Brasil é um dos países que mais usa redes sociais no mundo

Como saber qual é o país que mais usa rede social no mundo? Qual é o melhor parâmetro de análise? Será que contar quem tem mais curtidas reais no Instagram funciona? Talvez o melhor seja analisar a percentagem de usuários ativos nessa plataforma em comparação com a sua população total? Na verdade, nem um e nem outro: a melhor maneira de fazer isso é ao analisar o tempo médio online dos usuários de cada país. E, nesse quesito, o Brasil é um dos países que mais usa redes sociais no mundo. Na verdade, o vice-líder do ranking.

Uma pesquisa feita pela GlobalWebIndex, uma empresa de Londres, na Inglaterra, analisou dados dos 45 principais mercados online do planeta e constatou o tempo diário médio que cada pessoa desses locais dedica a sites ou aplicativos de redes sociais durante o seu dia. De acordo com a análise feita, o tempo médio global aumentou bastante nos últimos anos. Para se ter uma ideia, em 2012, o tempo médio dedicado a plataformas do tipo foi de 90 minutos. Em 2019, o tempo médio foi de 143 minutos por dia, bastante coisa a mais.

Há variações regionais a ter em consideração. Por exemplo, de todos os continentes, proporcionalmente falando, é na América Latina que mais se passa tempo online: 212 minutos por dia, o equivalente a 3 horas e 32 minutos em redes sociais. Já o menor tempo diário médio registrado foi na América do Norte, com 116 minutos, pouco menos de 2 horas completas online.

Em termos de países, o Brasil ficou em segundo lugar no ranking montado pela empresa britânica, com 225 minutos diários na Internet para cada pessoa. Em 2018, esse valor era de 219 minutos, o que significa que passamos a ficar um pouco mais de tempo online de lá para cá. 225 minutos são equivalentes a 3 horas e 45 minutos. É muito tempo, claro, mas é dividido por dia: ficamos um pouquinho ali, um pouquinho aqui. Entretanto, considerando que um ser humano dorme por 8 horas no dia e trabalha mais 8, quase metade do tempo de lazer é destinado às redes sociais (embora, na verdade, muito do tempo de trabalho também seja, o que talvez explique um pouco da baixa produtividade no país).

Na nossa frente no ranking estão as Filipinas, país asiático em que a média de uso das redes sociais foi de 241 minutos por dia (ou 4 horas e 1 minuto), um valor menor do que o registrado em 2018 (248 minutos). Fecham o Top 10 de mais tempo online apenas países emergentes economicamente:

3. Colômbia: 216 minutos online por dia;

4. Nigéria: 216 minutos de redes sociais por dia;

5. Argentina 207 minutos nas redes diariamente;

6. Indonésia: 195 minutos por dia;

7. Emirados Árabes: 191 minutos nas redes por dia;

8. México: 190 minutos de mídias sociais diariamente;

9. África do Sul: 190 minutos online todos os dias;

10. Egito: 186 minutos nas redes diariamente.

Outros países emergentes ainda aparecem na lista, incluindo a Arábia Saudita, Turquia, Rússia, Índia e China. Os países já considerados desenvolvidos ficam na parte debaixo do ranking, com pouco tempo de uso. O Japão é o país que menos fica nas redes sociais de acordo com o levantamento: somente 45 minutos por dia para cada pessoa online. Nos EUA, o número é um pouco maior: 117 minutos de plataformas digitais por dia.

Um ponto interessante é que a pesquisa registrou queda no tempo online em metade dos países que foram analisados, com a outra metade registrando leve alta. No Brasil, como deu para ver, o tempo aumentou, mas em outros territórios diminuiu. Segundo a pesquisa, isso indica que as pessoas estão mais percetivas do tempo que passam online. Em média, cada cidadão conectado à Internet no mundo passa 6 horas online (e, em alguns casos, mais da metade desse tempo nas redes sociais).

Quem registrou a maior queda de tempo nas redes sociais foi a Tailândia, que teve uma queda de 23 minutos de uso por dia entre 2018 e 2019. Em segundo lugar veio o Vietnã, que registrou queda de 10 minutos por dia.

Um ponto que deve ser levado em conta é que, na Ásia, é normal que existam “superaplicativos” ao contrário das várias redes sociais destinadas apenas à interação como vemos no Ocidente. Ou seja, em vez de termos pessoas no Instagram, Facebook ou Twitter, por lá é comum ter um único app que tem rede social, mas também faz muitas outras coisas, como pagar contas, reservar restaurantes e fazer compras online. Na China, por exemplo, o WeChat é o responsável por isso. Talvez isso explique o sucesso da Ásia nesse ranking.

1 COMENTÁRIO

  • Como ser um empreendedor de sucesso? Confira as melhores dicas - Empreendedorismo - Vvale - 15 de dezembro de 2021 - 17h 26
    […] Leia também: Brasil é um dos países que mais usa redes sociais no mundo  […]
    Responder

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.