Engenharia 4.0: o que é e como se preparar

Photo by Headway on Unsplash

As tecnologias não param de surgir. Como resultado, tivemos diversas inovações na indústria, e até um novo conceito apareceu: a engenharia 4.0.

A humanidade está em plena expansão tecnológica desde os primórdios da civilização. Porém, foi nos últimos 300 anos que vimos um salto gigantesco em nosso estilo de vida: foi quando as revoluções industriais começaram.

Será que seu negócio está preparado para o que vem pela frente?

Aproveite este conteúdo para entender um pouco mais sobre engenharia 4.0!

Como a indústria se reinventou ao longo da história?

No início da produção, tínhamos produtos rudimentares, muitas vezes pouco trabalhados, e quase sem valor agregado. Isso acontecia porque eram feitos de forma artesanal, com ferramentas de baixa qualidade.

Porém, o nível técnico possibilitou verdadeiros saltos de produção, culminando no que temos hoje no mercado.

Nesta seção, vamos apresentar os seguintes temas:

  • Primeira revolução industrial.
  • Segunda revolução.
  • Terceira revolução industrial.
  • Quarta revolução e engenharia 4.0.

Não deixe de ler!

Primeira revolução industrial

A primeira revolução industrial (1760) marcou a transição do método artesanal para o industrial. Ou seja, foi a primeira vez na história em que a produção aumentou, ao passo que o tempo para produzir diminuiu.

Foi nesse período que surgiram as primeiras fábricas.

Em resumo, reunia-se várias pessoas em um mesmo ambiente, onde cada indivíduo tinha uma única tarefa. Assim, ao se preocupar com um único trabalho, este era executado com maestria, encurtando o tempo de produção.

Foi nessa época que o salário surgiu.

Segunda revolução

A segunda revolução industrial não é uma ruptura, como aconteceu com a primeira. No caso, podemos enxergar as mudanças como sendo aperfeiçoamentos dos métodos anteriores.

Além disso, uma característica da segunda revolução foi a expansão da produção. Se na primeira as fábricas ficavam na Inglaterra, agora se espalharam pelo mundo.

A energia elétrica, embora sem grande peso na produção, também ajudou a agregar valor.

Esse período compreende desde 1850 (fim da primeira revolução) até meados de 1950 (início da terceira).

Terceira revolução industrial

A terceira revolução foi marcada, principalmente, pelo avanço técnico. De fato, ela é denominada de “Revolução Técnico-Científica-Informacional”. Foi quando a ciência foi aplicada às indústrias, de forma direta.

Podemos dizer que as ferramentas da engenharia 4.0 foram criadas neste período, como chips, computadores, máquinas elétricas precisas, braços robóticos e assim por diante.

A informação também foi distribuída pelo mundo, devido às tecnologias de comunicação. Porém, os métodos de troca de informação nem se comparam aos atuais. Por isso surgiu a quarta revolução – e a engenharia 4.0.

Quarta revolução e engenharia 4.0

A quarta revolução, a que estamos vivenciando neste exato momento, só foi possível devido às tecnologias de troca de informações instantâneas.

Dessa forma, sistemas independentes conseguem se organizar para um objetivo comum – e totalmente autônomo. De certo modo, essas tecnologias impactam até agências de marketing, e os grandes nomes desse segmento, como a Planejador Web, usam essa tecnologia.

Em resumo, a engenharia 4.0 abrange programação, inteligência artificial, IoT e sistemas de informação.

As máquinas, que antes eram operadas por mãos humanas, agora trabalham sozinhas – e são extremamente eficientes em suas funções.

Em vista desse novo cenário, como se preparar para essa revolução tecnológica? Veja algumas dicas fundamentais na próxima seção.

Como se preparar para a engenharia 4.0?

Para ficar por dentro da engenharia 4.0, é vital que seu negócio siga essas dicas:

  • Cultura focada em engenharia 4.0.
  • Acompanhe as tendências.
  • Não pare de inovar.

Vamos comentar um pouco sobre cada tópico listado.

Cultura focada em engenharia 4.0

Para sua empresa se manter atualizada, seus colaboradores, talvez a parte mais importante da organização, precisam estar imersos em uma cultura de engenharia 4.0.

Da mesma maneira que a internet derrubou as barreiras entre os povos, sua empresa deve dar voz aos colaboradores. Afinal, além de trabalharem na produção, eles são, em primeira instância, consumidores de produtos.

Unindo o conhecimento de última geração às necessidades de consumo, com certeza seu negócio vai se dar bem.

Acompanhe as tendências

Um dos problemas modernos é a imensa quantidade de informação disponível. Stephen Hawking previu que, em poucos anos, ele não conseguiria acompanhar as novidades de sua área de pesquisa – tamanha era a quantidade de publicações diárias no mundo.

É vital investir tempo e dinheiro para ficar por dentro dessas tendências. Afinal, somente duas pessoas têm sucesso: o primeiro que empreendeu em um nicho, e o melhor do nicho – nem sempre são a mesma pessoa.

Não pare de inovar

Por último, o investimento feito para acompanhar as tendências deve retornar à empresa, em forma de inovação. Lembre-se que, no mundo atual, qualquer pequena melhoria significa resultados enormes.

Portanto, mantenha as portas abertas a novas ideias e métodos de fazer a mesma coisa. Essa é a melhor estratégia para se manter competitivo no mercado.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

 

0 COMENTÁRIOS

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao prosseguir você concorda com nossos termos de uso.