Representantes do estado e da Microsoft se reúnem para discutir inovação

Foram discutidas propostas que induzam o Paraná ao desenvolvimento de maneira mais célere e inovadora

Representantes discutiram oportunidades de negócio em educação (Foto: Arnaldo Alves / ANPr).
Representantes discutiram oportunidades de negócio em educação
(Foto: Arnaldo Alves / ANPr).

Propostas que induzam o Paraná ao desenvolvimento de maneira mais célere e inovadora foram discutidas em reunião, na última quarta-feira, 22, entre representantes do governo do estado e da Microsoft, uma das principais companhias de tecnologia do mundo. Participaram o presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento (APD), José Eduardo Bekin, e assessores da governadoria; o gerente de estratégias da Microsoft, Leonel Zveibil, gerente de estratégias da Microsoft, e Tatiana Ribeiro, da área de relações governamentais da empresa.

As sugestões passam pela melhoria nos sistemas informatizados utilizados pelos servidores, segurança de dados, armazenamento na nuvem e parcerias com startups. A empresa também convidou o governador Carlos Massa Ratinho Junior a visitar a sua sede, em Seattle, nos Estados Unidos.

Bekin destacou na reunião que a Celepar será o cérebro da inovação no Governo, com papel de desenvolver e fomentar soluções para a área, mas principalmente de atrair parceiros para acelerar o alcance de tecnologia para as empresas e órgãos públicos paranaenses. “A tecnologia tem que andar na frente. Temos que pensar no Estado e também o próximo Estado, da próxima geração. A Celepar não pode ser mais uma empresa de processamento de dados, mas um grande centro de parcerias”, afirmou.

Conexões

Bekin também disse que o Paraná é um Estado mapeado, com onze parques tecnológicos, centros de inovação para agritech e inúmeras startups. Nesses primeiros 120 dias de gestão, as diversas autarquias e empresas públicas trataram de estabelecer as conexões. “Estamos pegando esses ativos e conectando. Estamos muito conectados com o mundo também”, disse, citando a recente visita a empresas no Vale do Silício. “Nossa ideia é criar um grande centro de inovação em Curitiba num futuro próximo, focado em blockchain, fintech e e-gov”, completou.

Áreas essenciais

O superintendente de Diálogo e Interação Social, Mauro Rockembach, que também participou do encontro, destacou que uma das grandes prioridades do Governo é encontrar soluções tecnológicas para áreas essenciais como saúde, educação e segurança pública. A intenção é a unir cuidados sociais essenciais, com garantia de cidadania, mas dar agilidade aos processos, com intuito de confirmar o Paraná com status de Estado mais inovador do País.

Os representantes da Microsoft e o governo também conversaram sobre oportunidades de negócios em educação para jovens que moram em cidades com até 50 mil habitantes, vigilância em segurança pública com integração das câmeras de diversas forças policiais e qualificação de desenvolvedores e técnicos. A empresa já mantém parcerias com os governos da Bahia, do Amazonas e com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta