Com suspeita de fraude, teste seletivo de Câmara é cancelado

O presidente da Câmara de Vereadores de Irineópolis, Sérgio Roberto Binder, cancelou o teste seletivo para contratação de agente administrativo e de auxiliar de serviços gerais aberto em 10 de janeiro. A prova escrita deveria ocorrer na próxima segunda-feira, 30.

A decisão do presidente veio depois que dois vereadores denunciaram ao Ministério Público de Porto União o que consideraram indícios de fraude. A empresa que organizou o certame, a Rios & Rios, de Canoinhas, foi contratada sem apresentação de outros orçamentos. Além disso, apontaram os vereadores, a empresa não tem endereço fixo. O endereço registrado pela empresa corresponderia a um terreno baldio, na rua 12 de Setembro, em Canoinhas.

documento-para-promotorTiago-Davi-SchmittBinder explica que cancelou o processo seletivo depois de conversar com o promotor da Moralidade Administrativa de Porto União, Tiago Davi Schmitt, e ambos entrarem em consenso de que o concurso público seria a melhor forma de fazer as contratações. “Não sabia que já tinham sido feitos dois processos seletivos na legislatura passada. Conversando com o promotor, achei melhor cancelar e lançar logo um concurso”, explica o vereador.

Sobre as supostas irregularidades apontadas, Binder diz que a Rios & Rios foi contratada sem apresentação de outros orçamentos porque as universidades e empresas que prestam esse tipo de serviço estão em recesso e as contratações se mostravam urgentes.

Sobre a empresa não ter sede fixa, ele afirma que não há necessidade de comprovação de um espaço físico da empresa prestadora do serviço.

O diretor da Rios & Rios, Luis César Batista, negou que tenha como sede da empresa um terreno baldio. Ele disse que o endereço era o de seu antigo apartamento. Ele contou que está transferindo a sede para sua nova casa e alterando o contrato social.

Matéria Portal Jmais

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta