Estudante da universidade estadual: gera custos, despesas, ou é investimento? - Vvale

Estudante da universidade estadual: gera custos, despesas, ou é investimento?

Valderlei Garcia Sanches
Valderlei Garcia Sanches

Nos acessos à internet, programas de televisão, editoriais e artigos nos jornais, programas de rádio, roda de chimarrão, por todos os espaços em que transitamos a crise na Educação consiste em um dos assuntos recorrentes que despertam preocupações e provocações. Na nossa Unespar não seria diferente; pelos conselhos superiores e locais, no campus de União da Vitória e nos demais campi; seja nas salas dos professores, pelos corredores e na praça, discutir o ensino superior paranaense hoje é analisar sua real função na sociedade atual. Podemos dizer que falamos, em tempos de afirmação e resistência, da imprescindibilidade desta universidade como mecanismo necessário para a democratização do acesso e da permanência com qualidade social.

No final do mês passado foram divulgados dados que afirmavam equivocadamente valores mensais repassados pelo Governo do Estado do Paraná aos estudantes das universidades estaduais. Prontamente, a Unespar apresentou os cálculos detalhados com base real, demonstrando que o investimento com a universidade é muito menor, e o descaso maior ainda. Impossível agora, porém, reparar os danos e as distorções dessas notícias com valores equivocados, ao cair nos ouvidos desavisados ou em rodas de conversas daqueles que não conhecem a realidade da universidade, e que acaba transmitindo uma opinião falsa que impossibilita o reconhecimento da relevância do trabalho qualificado que realizamos. Vem daí a questão que hoje busco debater: o estudante da universidade estadual gera custos, despesas, ou é investimento público?

O Campus, ao longo de quase seis décadas de atividades vem formando professores e profissionais para a Educação que servem ao sul do Paraná e ao norte catarinense. Inegáveis são os resultados e o compromisso com o desenvolvimento da região, com um diferencial: todos os seus cursos são de licenciatura. Assim, a Instituição contribui para a qualidade da Educação Básica, recebe estudantes e forma professores para escolas estaduais e municipais, bem como para a iniciativa privada, nos 21 municípios que compõem sua região de abrangência, com uma população estimada em mais de 300.000 habitantes.

Essa é a realidade de uma instituição universitária que assume funções e responsabilidades na geração, preservação e transmissão do saber em todos os seus aspectos, no campo das artes, das ciências, das humanidades e da tecnologia, oferecendo ensino público, gratuito e de qualidade, prestando serviços à comunidade e sustentando o seu desenvolvimento.

A universidade não é custo, é investimento público. E o investimento realizado pelo Estado do Paraná junto à Unespar não é suficiente nem para o ensino de graduação, quiçá para as inúmeras prestações de serviços à comunidade, as atividades que envolvem pesquisas e os alunos de graduação e pós-graduação. O campus conta com Mestrado em Filosofia, com previsão para 2018 de outro curso de Mestrado, em Educação Matemática.

Dessa forma, a universidade consiste em um instrumento público efetivo de mobilidade social, atendendo aos estudantes, em sua maioria, oriundos da escola pública, com baixa renda per capita. Quando formados, apresentam um nível de escolaridade superior ao de seus pais. Se nossos cursos não fossem gratuitos, diminuiriam o acesso e a permanência, podendo inclusive excluir essas pessoas da educação superior.

Reconhecemos que em nosso país as pessoas de baixa renda pagam muitos impostos, sendo que mais da metade da arrecadação provém de tributos sobre bens e serviços, e pouco é arrecadado sobre patrimônio e rendimentos elevados. Deixar de arrecadar esses impostos já é uma vergonha. Mas cobrar pelo estudo nas universidades públicas significa tirar ainda mais direitos da classe baixa e da classe média para a manutenção de privilégios da classe alta. Com a devida transparência, o investimento público nas universidades deve ser conhecido e apreciado por todos. Por fim, questão posta e questão respondida: O estudante da Unespar resulta em um incalculável potencial humano, e de investimento público de relevância social.

Valderlei Garcias Sanches

DIRETOR CAMPUS DA UNESPAR

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta