Pílula do dia seguinte pode ser retirada em postos de saúde sem receita

pílulaMinistério da Saúde facilitou o acesso à pílula do dia seguinte – o anticoncepcional de emergência. A distribuição é feita sem receita médica nos hospitais públicos e postos de saúde. Entretanto, os médicos recomendam cuidado com sua utilização.

Especialistas alertam para os riscos deste método contraceptivo e pedem que as pacientes sejam informadas disso. A pílula do dia seguinte só deve ser usada em caso de emergência, quando a mulher estiver sem proteção.

Esta é uma orientação dada pelo Ministério da Saúde, e está em vigor desde o início do ano.

O grupo de Ginecologia da Adolescente do Hospital das Clínicas de São Paulo trabalha com as questões sexuais das adolescentes há muitos anos. Em 2011, a equipe médica fez uma pesquisa e constatou que 75% das meninas e 60% dos meninos já conheciam a pílula do dia seguinte, e 23% das meninas já tinham usado essa pílula.

Uma única pílula do dia seguinte equivale à metade de uma cartela de anticoncepcionais, uma dose maciça de hormônios.

O Ministério da Saúde afirma que todas as pacientes que retirarem a pílula do dia seguinte sem receita serão orientadas pelas equipes dos hospitais e que médicos e enfermeiros devem alertar mulheres e adolescentes sobre a importância de usar essa pílula apenas quando outros métodos contraceptivos não foram utilizados.

 

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta