Mulher age rápido para fugir de homem que a perseguia com faca na Castro Alves - Vvale

Mulher age rápido para fugir de homem que a perseguia com faca na Castro Alves

A noite de sábado, 10, não terminou bem para uma moradora do bairro Ponte Nova. Ao sair do trabalho foi surpreendida por um homem com arma branca. De súbito, ela se jogou para dentro de um estabelecimento comercial para pedir socorro

agressao-jovem-castro-alves1
A situação ocorreu cerca de 100 metros da Ciranda Festas e Decorações. (Foto: Wannessa Stenzel)

A noite de sábado, 10, não terminou bem para uma moradora do bairro Ponte Nova, em União da Vitória. Uma jovem, de mais ou menos 30 anos de idade, que deslocava do trabalho – um conceituado restaurante do Município, para o aconchego do lar.Sozinha e caminhando com passos apressados, ela descia a Rua Castro Alves. A iluminação é fraca no local. O movimento também.

O relógio marcava pouco mais de 23h30 quando foi surpreendida por um homem portando uma faca. Ele estava escondido atrás de um caminhão, que geralmente fica estacionamento na via pública.

Ele pediu a bolsa dela. Depois o celular. Ela não relutou e entregou tudo o que tinha para o homem. Não contente, ele pediu que a moça o abraçasse e caminhasse com ele até a esquina da Rua Castro Alves com a Rua Zacarias Goes de Vasconcelos, outra rua com pouca movimentação de pessoas neste horário.

A ação foi rápida. O homem segurou-a pela cintura juntamente da faca por debaixo da jaqueta de couro que ela usava.

O desespero da jovem foi grande. Mas tentou não reagir e obedecer ao comando do agressor que usava uma touca que cobre o rosto. Foi então, que a jovem percebeu que havia uma luz em um estabelecimento comercial na via e notou que a porta do mesmo estava entreaberta. O local é a Ciranda Festas Decorações, onde neste horário os funcionários estavam carregando as decorações para uma festa que ocorreria no dia seguinte.

A jovem não perdeu tempo. Pensou rápido. Seguiu os passos do agressor e chegando perto da Ciranda Festas se jogou pela porta pedindo socorro. Surpreendido pela reação da jovem, o homem desferiu quatro golpes de faca no braço da moça, que é de estatura baixa. Ele, segundo relatos de uma das atendentes do local, é alto e magro. Também aparenta ser jovem pelo tom da voz.

A atendente cogitou que seria uma briga de casal, mas a moça logo disse que foi um assalto e que o homem queria levá-la para um local ermo. “Então ela gritou não corram atrás dele que ele está armado”, disse a atendente que contou que mesmo assim foram até a esquina atrás do agressor. Ele saiu correndo sentindo a Rua Zacarias.

Imediatamente os funcionários da Ciranda Festa socorreram a jovem chamando o serviço de saúde e a Polícia Militar. Ela foi conduzida para uma casa hospitalar consciente, porém sangrando muito.

Amiga da agredida

A reportagem do Portal Vvale foi atrás da jovem agredida no seu local de trabalho. Ela está de atestado médico e depois do ocorrido não retornou as atividades. Ela também está abalada psicologicamente, segundo a sua colega de trabalho e amiga, que preferiu não se identificar.  “Eu fui até a casa dela. Está medicada e com curativos pelo braço. O problema só não foi pior porque ela estava usando uma jaqueta de couro que dificultou uma perfuração mais profunda no braço ou outras partes do corpo. Ela estava muito abalada. Com muito medo. Ela é uma jovem muito querida e trabalhadora”, relata.

Da ocorrência, foi encontrada uma touca, que se deduz que estava sendo usada pelo agressor. O que a moça agredida relatou é que ele estava alterado, com cheiro de bebida alcoólica. Ele gritava que queria dinheiro para comprar bebida.

Investigações

A Polícia Civil de União da Vitória segue com as investigações sobre o caso. Inclusive, por meio desta touca, já há desconfianças sobre o autor da agressão.

 

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta