Morre conhecido comerciante de União da Vitória

Alzi Sérgio Carbonar, de 70 anos, foi diagnosticado com Covid-19. Ao longo de quatro décadas, ajudou no desenvolvimento econômico da cidade

Morreu na madrugada deste sábado, 21, Alzi Sérgio Carbonar, de 70 anos, um dos comerciantes mais tradicionais de União da Vitória.

2020-vime2
(Fotos: Wannessa Stenzel, em reportagem realizada em 2017)

Ele foi diagnosticado com a Covid-19. Após o laudo, os familiares foram testados para a doença e aguardam o resultado. Ele deixa esposa e uma filha.

Alzi Sérgio Carbonar ao longo de sete décadas, ajudou no desenvolvimento econômico do município.

Há 41 anos, ele ficou conhecido por comercializar artesanato de vime, chapéus e vassouras de palha. A empresa esteve desde a sua fundação no mesmo lugar; na rua Carlos Cavalcanti.

A loja levava o seu nome.

Porém, em julho deste ano, a tradicional loja foi fechada. Alzi Sérgio não estava bem de saúde. Em razão disso, o espaço foi colocado para locação.


Uma loja um tanto quanto histórica

Em meio ao avanço da linha do tempo, com prédios modernos, movimento de carros e pedestres, o local passa quase despercebido.

A fachada é a mesma de anos atrás. A pintura borrada pela passagem do tempo demonstra a tradição de Alzi em expandir o comércio deixado pelo seu pai Sérgio.

No local, tudo começou com um armazém. Depois, foram incluídos artesanatos confeccionados pela família de Alzi e de artesãos do Rio Grande do Sul.

“Eu cresci atrás desde balcão e vou morrer com um vime na mão”, contou Alzi, em entrevista realizada em 2017.

Na ocasião, segundo ele, mesmo diante da modernidade dos utensílios domésticos, o vime ainda estava entre os itens decorativos mais procurados pela população.


Sem velório

 Em razão do diagnóstico da Covid-19, Alzi foi sepultado nesta manhã, e apenas familiares acompanharam seguindo as recomendações de distanciamento do Ministério da Saúde em prevenção à doença.


Nota da redação

*Aos familiares, nossas condolências.

0 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta