PM traz detalhes do caso de perseguição, acidente e drogas apreendidas

·
Atualizado há 2 meses

A Polícia Militar de Canoinhas divulgou novas informações sobre o acidente que ocorreu no início da noite desta sexta-feira, 16, no trevo de acesso a Três Barras, na BR 280.

De acordo com o boletim da Polícia Militar, policiais militares haviam recebido informações de que um veículo Honda Civic, que estaria se deslocando de Joinville para a região de Canoinhas, seria usado para entregar quantidade considerável de entorpecentes. Diante das informações, foi montada uma operação em conjunto com a Polícia Civil para abordagem do veículo na BR 280, no trevo de acesso a Três Barras.

Em determinado momento, o Honda Civic foi avistado pela Polícia e quando uma equipe da PM tentou efetuar a abordagem, o condutor arremessou o veículo em cima dos policiais civis e militares de forma claramente intencional. O boletim de ocorrência ressalta que ele colocou em risco a vida e a integridade física dos policiais militares, que realizavam a segunda contenção, tendo vista que a primeira contenção o condutor já havia furado o bloqueio.

Assim, revidada injusta agressão, o condutor jogou o veículo contra uma caminhonete Hilux de um particular, colidindo frontalmente contra o veículo. Desta forma, com o objetivo de conter a injusta agressão contra a vida dos policiais, atuando em legítima defesa própria e de terceiros, fazendo assim que o condutor cessasse a conduta.

Em seguida, foi realizada busca pessoal, porém nada de ilícito foi encontrado com os ocupantes. Ao realizar a busca veicular, foi encontrado na parte de baixo do banco do motorista uma embalagem contendo 497 gramas de crack e duas grama de maconha. A passageira do veículo, grávida de 9 meses, encontrava-se com tornozeleira envolvida em papel alumínio e uma faixa de tecido objetivando burlar a localização.

Conforme já divulgado no boletim do Corpo de Bombeiros, o condutor do Honda Civic apresentou pequenas escoriações na testa, devido ao acidente de trânsito e foi atendido no local.

A passageira apresentava ferimento na região do ombro esquerdo pelo cinto de segurança. Ainda, encontrava-se no veículo, um menino de quatro anos, filho da passageira, que também apresentou escoriações na região da cabeça motivada pela colisão.

Sendo assim, foi dado voz de prisão para o casal e informado seus direitos constitucionais.

Devido às escoriações e o estado gestacional da mulher, os bombeiros conduziram ela e a criança ao Hospital de Três Barras, sendo atestado quadro dentro da normalidade, sem maiores complicações. Para cuidados do filho, foi acionado o Conselho Tutelar de Três Barras.

As drogas, o veículo e o casal foram conduzidos para a Delegacia para as providências. Eles devem responder por tráfico de drogas, associação para o tráfico e tentativa de homicídio.

Perseguição policial termina em acidente na BR-280