Milho no Monjolo

Odilon Muncinelli

Milho no Monjolo – 21 de Março de 2017

VESTIBULAR 2018

A Comissão Permanente do Vestibular da UFSC (COPERVE) divulgou na noite de segunda-feira, dia 13, a lista oficial dos livros que cairão na prova do Vestibular 2018. Na relação de oito obras, há duas representantes catarinenses: a novela policial“Nós” (Editora da UFSC), de Salim Miguel (1924-2016), e “As Fantasias Eletivas” (Editora Record) ,de Carlos Henrique Schroeder – também indicada para o Vestibular UDESC deste ano.

EDITAL DE INSCRIÇÃO

A Academia Paranaense de Letras (APL) declara aberto o período de inscrições para preenchimento da Cadeira nº 31, cujo patrono é Emílio de Menezes e que teve como último ocupante Lauro Grein Filho. Conforme o Art. 5, parágrafo 2º, do Estatuto, os candidatos devem encaminhar ofício à APL comunicando seu interesse em disputar a Cadeira vaga, acompanhado de curriculum vitae e um exemplar de cada uma de suas principais obras. O material deve ser encaminhado ao presidente da Academia, na Rua Visconde do Rio Branco 931 – 1º andar, até às 12 horas do dia 11 de abril próximo. Curitiba, 15 de março de 2017 Ernani Buchmann – Presidente.

“FAMÍLIA FRIEDRICH” – No último sábado, dia 18, o velho amigo Maurício Norberto Friedrich brindou-me com um exemplar do Histórico da “Família Friedrich”, uma obra rara e valiosa. Desde logo agradeço a gentileza. A obra enfeixa as biografias da senhora Araceli Rodrigues Friedrich (a mãe) e dos seus filhos Luiz Hélio Friedrich e Maurício Norberto Friedrich, eméritos trovadores da União Brasileira de Trovadores Paraná. Por fim, reúne inúmeras trovas da autoria da mãe e dos Filhos.

NOITE DE AUTÓGRAFOS

No próximo dia 31 deste mês, às 18h e 30min, a APAE de Porto União promove a noite de autógrafos do livro “Suplentes de Deus” do escritor Neivo Luiz Zorzeto. Esse livro será vendido ao valor de R$ 30,00 (trinta reais), em prol da qualidade de vida dos alunos da APAE. Sobre o Autor: Neivo Luiz Zorzeto  é biólogo e Professor Titular de Anatomia e Fisiologia dos Órgãos da Audição e da Fala e de Neuroanatomia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus de Marilia, São Paulo.  Autor de vários livros e capítulos de livros.

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada ao professor, velho amigo e vizinho de quadra Waldir Bogut, irmão das inesquecíveis professoras Ivone Bogut e Ivete Bogut, ex-Diretor do Colégio Estadual “Cid Gonzaga”, de Porto União, Santa Catarina, que, na manhã da última terça-feira, dia 14, “mudou-se para o andar de cima”, aos 78 anos de idade. Que o Senhor Nosso Pai e Nosso Guia o receba e o tenha na Sua Santa Casa. Descanse em Paz!

Beira do Iguaçu, Março de 2.017

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

Milho no Monjolo – 18 de Março de 2017

 

HOMENAGEM ÀS MULHERES

Na última quinta-feira, dia 16, a Universidade do Contestado, Campus de Porto União, SC, realizou o evento “Mulheres que Fizeram e Fazem a História do Contestado” em homenagem à 20 mulheres especiais das nossas Cidades Irmãs, entre elas: 1. Aldair Wengerkiewicz Muncinelli – Primeira e Única mulher Presidente do Conselho Estadual de Educação, em Florianópolis, SC, e atual Secretária de Educação do Município de Porto União, SC. 2. Ana Cláudia Portes Roveda – Primeira Dama de União da Vitória, PR. 3. Angélica Cândido Nogara Slomp – Primeira mulher inscrita na OAB-Subseção de Porto União, SC 4. Araceli Rodrigues Friedrich – Primeira mulher vereadora em Porto União, SC. 5. Daniele Masnik – Primeira mulher Presidente da OAB- Subseção de Porto União, SC. 6.Dehni Farah Olinger – Primeira mulher Cartorária em Porto União, SC. 7. Delci Aparecida Hausen Crhist – Única mulher na Comissão de Criação da FACE/Centro Universitário da União da Vitória, PR. 8. Ivete Mazzalli – Primeira mulher Diretora da FAFI, atual Universidade Estadual do Paraná. Izabel Carvalho Martins – Patronesse da Casa Bebel Sede da Rede Feminina de Combate ao Câncer. 10. Izabel Catarina Reis Mibach – Primeira Dama de Porto União, SC. 11. Lair Silva – Primeira mulher Presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer. 12. Laurete Dub Pinto Conte – Uma das fundadoras da Casa de Apoio “Amor Fraterno”. 13. Maria Therezia Butzen – Primeira mulher advogada em Porto União da Vitória, SC e PR, 14. Marta Borges Maia – Primeira mulher Diretora da Unidade de Ensino Superior do Vale do Iguaçu. 15.Salime Farah – Primeira e Única mulher Vice-Prefeita em Porto União, SC. 16, Sandra Leão – Primeira Sindicalista em Porto União da Vitóra. 17. Selma Bochnia – Primeira mulher na Direção da Universidade do Contestado, então Núcleo de Canoinhas, SC. 18. Solange Sprandel da Silva – Primeira mulher Reitora da Universidade do Contestado. 19. Tânia Benghi Forte – Uma das fundadoras da Associação Profeta Daniel. 20 – Therezinha Leony Wolff – Uma das fundadoras da Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI).

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO”

“A Associação da Faculdade da Terceira Idade”, faz o assunto do programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 19 às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo“, o amigo e apresentador informa que a entrevistada será a professora Elizabete de Fátima dos Santos Gomes Empinotti, mui digna mestre da FAFI de União da Vitória, Paraná, atualmente, Universidade Estadual do Paraná, que falará sobre a Associação Faculdade da Terceira Idade (AFATI), sobre a sua trajetória pessoal e profissional e sobre a sua pesquisa “Preconceito de Etnias”, apresentada no Congresso Internacional, realizado em Ponta Grossa, Paraná. Observação: Neste mesmo domingo, dia 19, às 15 horas, a professora Elizabete de Fátima dos Santos Gomes Empinotti poderá ser assistida e ouvida, em entrevista sobre os mesmos assuntos, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, na TV Mill, a TV de União da Vitória, Paraná.

Beira do Iguaçu, Março de 2.017

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

 

Milho no Monjolo – 14 de Março de 2017

UBT PARANÁ

Informou o “livro de caras”, melhor dizendo, o facebook, como é mais conhecido, que, desde o mês de fevereiro, União da Vitória e Porto União estão no mapa da trova e dos trovadores com a Delegacia do Vale do Iguaçu, que faz parte da UBT- Paraná. Aplausos para o amigo Maurício  Friedrich  e para o professor Pedro Mello.

COMENDA PINHÃO DO VALE

Na Reunião Ordinária Mensal realizada no primeiro sábado deste mês, dia 04, a Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI) escolheu as duas personalidades ilustres que serão agraciadas com a Comenda Pinhão do Vale (Medalha e Diploma), em sua edição de 2017. Na área das artes foi escolhido como destaque o escultor e entalhador Itacir Bortolozzo, o criador de muitos monumentos que contam a História Local e enfeitam as ruas e as praças de Porto União. . E na área social e comunitária foi escolhido como destaque o Juíz de Direito Carlos Eduardo Mattioli Kockanny, Juiz da Vara da Infância e da Juventude, da Família e Anexos de União da Vitória (PR), em razão da sua valiosa atuação no combate à evasão escolar, suas causas e suas consequências. A entrega da Honraria acontecerá em Sessão Solene, marcada para o dia 30 de maio próximo, data da Fundação da Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI).

SÍMBOLO DO CONTESTADO

O pesquisador e velho amigo João Batista Ferreira dos Santos, o conhecido “JB”, informa via facebook, que, na quarta Reunião Ordinária da Câmara de Vereadores realizada no dia 06 deste mês foi aprovado o Projeto de Lei nº 004/2017 que institui a Bandeira do Contestado como símbolo do município de Matos Costa, Santa Catarina. Na Semana do Contestado, instituída pela Lei Estadual nº 12.143 de 05 de abril de 2002, comemorada anualmente de 20 a 27 de outubro, fica obrigatório o hasteamento da bandeira do Contestado em eventos oficiais do município e na rede escolar pública e na rede privada, em todas as comemorações cívicas e históricas.

COMITÊ CENTRAL DO CENTENÁRIO

Na última quarta-feira, dia 08, no Auditório da Secretaria Municipal de Educação do Município de Porto União, ocorreu a formação do Comitê Central Organizador das Comemorações do Centenário de Porto União que ficou, por Decreto,  assim constituído: Luiz Sérgio Buch, Presidente. Eliéser Lourenzzetti, Vice Presidente. Aldair Wengerkiewicz Muncinelli, 1ª Secretária. Raquel Storck, 2ª Secretária. Membros: Odilon Muncinelli, Ivanira Tereza Dias Olbertz, Roberto Farias, Luiz Alberto de Araújo e Miguel Chokailo Neto.  Foram criadas ainda: a Comissão Especial para Eventos, a Comissão Especial para Construções e a Comissão Especial para Desfile Cívico.

UM ANO SEM LULU AUGUSTO

Nesta segunda-feira, dia 13, às 19 horas, na Capela da Catedral Sagrado Coração de Jesus, em União da Vitória, Paraná, ocorreu a celebração da Missa de Um Ano de Falecimento da inesquecível escritora e amiga Lulu Augusto, a “Grande Timoneira” do Jornal Caiçara.

Beira do Iguaçu, Março de 2017.

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr.

 

Milho no Monjolo – 11 de Março de 2017

ISENÇÃO

Na última quarta-feira, dia 08, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, isentar os livros eletrônicos, os chamados e-books, do pagamento de impostos, estendendo assim o benefício que já é concedido aos livros e jornais impressos, aos periódicos e ao papel de impressão.

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO” 1

“As Parteiras do Valefaz o assunto do programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 12, às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo“, o amigo e apresentador informa que a entrevistada será a professora Leni Trentim Gaspari, mui digna associada da Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI), que falará sobre a sua pesquisa e o livro que conta a trajetória das parteiras do Vale do Iguaçu a ser publicado ainda neste ano. Observação: Neste mesmo domingo, dia 12, às 15 horas, a professora Lenii Trentim Gaspari poderá ser assistida e ouvida, em entrevista sobre o mesmo assunto, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, na TV Mill, a TV de União da Vitória, Paraná.

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO” 2

Leni Trentim Gaspari possui graduação em História pela Faculdade Estadual de Filosofia Ciências e Letras de União da Vitória (1974), especialização em História e Sociedade pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (1991) e mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2003). Foi professora titular da Faculdade Estadual de Filosofia Ciências e Letras de União da Vitória. Tem experiência na área de História. Desenvolveu os seguintes temas: Educação, Mulher, e Condição Feminina. Publicou vários artigos e os livros “Imagens Femininas  nas ”Gêmeas do Iguaçu” nos Anos 40 e 50” (2005), “Fragmentos de Memória Trechos do Iguaçu: Olhares e Perspectivas de História Local” (2008, em parceria), Escrever e Aprender a História da Cidade: Construindo Ideias e Entrelaçando Práticas” (2010) e “Nos Tempos dos Trens nas “Gêmeas do Iguaçu”” (2011). Ex- Presidente da ALVI (2013-1014).

HOMENAGEM ÀS MULHERES

Na próxima quinta-feira, dia 16, às 20h e 30min, no Auditório da Universidade do Contestado (UnC), Campus de Porto União, ocorre o evento “Mulheres que fizeram e Fazem a História do Contestado”. Nesta data, serão homenageadas 20 mulheres especiais das cidades de Porto União da Vitória. Dentre elas, a educadora e minha eterna companheira Aldair Wengerkiewicz Muncinelli, atual Secretária Municipal de Educação do Município de Porto União, Santa Catarina,

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada ao meu neto Enzo Luigi Muncinelli, que, nesta sexta-feira, dia 10, em Cerimônia Especial, realizada no Colégio São José, recebeu o Certificado Cambridge English, conferido pela Cambridge University de Londres, Inglaterra, por ter conquistado a nota máxima no Exame de Língua Inglesa.

Beira do Iguaçu, Março de 2.017.

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

Milho no Monjolo – 7 de Março de 2017

 

ESTATUTO, COMENDA E AFASTAMENTO

Na Reunião Ordinária Mensal realizada no último sábado, dia 04, em sua sede na Estação União, Lado Paranaense, na Praça Visconde de Nácar, a Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI) promoveu  a primeira alteração do seu Estatuto em atenção  à Legislação Vigente e realizou a escolha das duas personalidades ilustres que serão agraciadas com a Comenda Pinhão do Vale (Medalha e Diploma), em sua edição de 2017, uma como destaque na área das letras e artes e outra como destaque na área sócial e comunitária. A entrega da Honraria ocorrerá  em Sessão Solene, marcada para o dia 30 de maio próximo, data em que se comemora o Dia da Fundação da Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI). E, por fim, a acadêmica Tânia Margaret Malschitzki Ruski solicitou, expressamente, o seu afastamento definitivo da Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI), por motivos de ordem particular.

POSSE 1

A Coluna de hoje é dedicada ao advogado, publicitário e escritor Ernani LopeS Buchmann, o novo Presidente da Academia Paranaense de Letras, (APL), para o biênio 2017– 2018, empossado nesta segunda-feira, dia 06.

POSSE  2

Nascido a 15 de agosto de 1948, em Joinville, Santa Catarina, Ernani Lopes Buchmann foi repórter da Rádio Clube Paranaense, revisor da Editora Laudes (RJ) e cronista de inúmeros jornais e revistas, como Correio de Notícias, Folha de Londrina, Panorama, Quem, Atenção, Paraná & Cia., Ideias e Gazeta do Povo, para a qual escreveu, em 2004, com Carneiro Neto e Vinicius Coelho, a série Casos e Acasos do Futebol Paranaense, em 20 fascículos. Atuou como produtor e comentarista em emissoras de rádio (Cultura, 96 FM e 91 Rock) e na TV (RIC, Band e SBT/PR). Foi vice-presidente da Associação Comercial do Paraná em duas gestões e membro de seus conselhos Superior e Político. É membro do Instituto dos Advogados do Paraná e dirige o jornalismo do Sistema Fecomércio SESC SENAC Paraná e da OAB/PR. Recebeu o prêmio de Publicitário do Ano no Paraná, em 1992, de Publicitário dos 20 Anos do Prêmio Colunistas Paraná (1986/1996) e de Publicitário Latino-Americano (2007). Foi eleito para a Academia em 24 de maio de 2005, recebido em sessão solene no dia 17 de outubro do mesmo ano, no Clube Curitibano, pelo acadêmico Carlos Roberto Antunes dos Santos. (VHJ) publicou os livros: “Cidades e Chuteiras” (1987), O “Livro do Truco” (1996, 2a edição 2007), “Os Heróis da Liberdade” (1999), “Quando o Futebol Andava de Trem” (2002, 2a edição 2004), “Onde Me Doem os Ossos” (2003), “O Ponta Perna de Pau” (2005), “A Camisa de Ouro” (2006), “O Caçador de Moscas” (2007), “O Bogart Curitibano” (2008) e “O Homem com Dois Lados Esquerdos” (2013).  A adaptação cinematográfica de seu livro “Os Heróis da Liberdade” foi exibida na Mostra Internacional de São Paulo, em 2007. Também foram publicados em livro dois de seus roteiros para cinema: “Sumiços Delirantes” e a edição, exclusiva para investidores, de “Sobre Touros e Homens”, ambos em 2011.

Beira do Iguaçu, Março de 2.017.

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr.

Milho no Monjolo – 4 de Março de 2017

“AQUARELA DO CONTESTADO”

Neste sábado e neste domingo, dias 04 e 05, no Teatro Governador Pedro Ivo, em Florianópolis, Santa Catarina, ocorre a apresentação da canção “Aquarela do Contestado: Um Espetáculo de Música e de História”, de autoria do historiador Vicente Telles e seu filho Vicente Telles Filho e esposa Nancy Lima. A Aquarela do Contestado, além de canção, recebe moldes de dramatização e já conta com uma grande repercussão no meio cultural catarinense. A obra é composta pelo folclorista e historiador  Vicente Telles e tem direção musical de Guinha Ramires. Nos últimos 40 anos, Vicente Telles  dedicou sua vida a resgatar memórias da Guerra do Contestado, que aconteceu no estado entre 1912 e 1914, mais precisamente dos “vencidos”: o povo caboclo. Nascido em Irani e neto de um caboclo que combateu ao lado do Exército Encantado liderado pelo monge José Maria, Vicente Telles  compôs a sua aquarela tendo como cenário a batalha que desencadeou a guerra, em 22 de setembro de 1912. Ocasião em que os caboclos impuseram uma sangrenta derrota aos soldados comandados pelo coronel João Gualberto. Personagens fictícios e históricos se fundem em jogos de sombras, projeções e luz em Aquarela do Contestado. À frente do trio familiar e acompanhado por um conjunto de sopros, percussão e cordas, Vicente Telles narra a história de uma família cabocla (mãe, pai e filho) tragada para a tragédia da guerra Drama que não é estranho aos tempos atuais no Brasil e no mundo: dos conflitos sociais pela terra, das guerras dos refugiados.

MOMENTO DA EDUCAÇÃO 1

“A Educação em Porto União” faz o assunto do programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 05, às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo“, o amigo e apresentador informa que a entrevistada será a professora Márcia Marlene Stentzler, que falará sobre a Educação em Porto União, Santa Catarina, alusivamente aos Cem Anos do Município que serão lembrados no dia 05 de setembro próximo, oficialmente.  Observação: Neste mesmo domingo, dia 05, às 15 horas, a professora Márcia Marlene Stentzler poderá ser assistida e ouvida, em entrevista sobre o mesmo assunto, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, na TV Mill, a TV de União da Vitória, Paraná.

MOMENTO DA EDUCAÇÃO 2

A professora Márcia Marlene Stentzler é graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Paraná. Leciona na Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), a antiga FAFI de União da Vitória, Paraná. Mestre e Doutora em Educação pela Universidade Federal do Paraná, história e historiografia da Educação. Publicou o livro “entre Questões Lindeiras e A Superação de Fronteiras: A Escola Complementar em Porto União (SC) e União da Vitória (PR), 1928-1938”. (2015). No mês passado, dia 11, assumiu a Presidente da Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI), Para o mandado de 2017-2018.

Beira do Iguaçu, Março de 2.017.

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr.

Milho no Monjolo – 2 de Março de 2017

A HISTÓRIA EM FOTOGRAFIAS

Neste ano em que serão lembrados os Cem Anos de Porto União, a sua história está sendo contada de várias maneiras. No Facebook, os pesquisadores Luiz Jorge Uliniki, Marcos Barão, Dago Alfredo Woehl, Leni Trentim Gaspari e este Colunista estão contando a História de Porto União com a postagem de fotografias antigas.

CLARO JANSSON 1

Ainda neste ano, Porto União vai promover a Exposição Fotográfica “Claro Gustavo Jansson: O Fotógrafo do Contestado”, organizada pela professora Rosa Maria Tesser. A exposição, que teve início em 2016, entrará em um circuito de exibições em diversas cidades do Estado. O projeto é da Fundação Catarinense de Cultura, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, em parceria com os Municípios que receberão a Mostra.

CLARO JANSSON 2

Rosa Maria Tesser – Formada em Pedagogia com habilitação em Administração Escolar, pós-graduada em Recursos Humanos pelo Instituto Nacional de Pós-Graduação de São Paulo, possui especialização em Pré-Escola pela UNICEF-Secretaria de Educação de Santa Catarina e é autodidata em História. Foi professora atuante na área do Bem-Estar Social; gerente na Fundação Catarinense de Cultura (FCC) entre os anos de 1999 e 2002; e membro do Conselho Estadual de Cultura entre 2005 e 2006. Em 2008, exerceu o cargo de Diretora de Cultura no Município de Irani (SC). A pesquisadora, historiadora e literária da Guerra do Contestado nasceu em Irani, Município do Meio Oeste Catarinense chamado de “Berço do Contestado. Há mais de três décadas luta por uma sociedade mais justa e igualitária, condenando as distorções que ainda proliferam no Brasil. Possui uma cultura que reflete o espírito empreendedor  do pioneirismo e da inteligência da mulher catarinense. Tornou-se uma Embaixatriz do Contestado e das causas culturais em Santa Catarina. Autora dos livros direcionados ao Ensino Fundamental e Médio: “O Espírito Catarinense do Homem do Contestado”, “O Contestado – A História que o Brasil não Conhece” e “A Guerra do Contestado – Um Século de Vidas e Histórias”. Pertence à Academia de Letras do Brasil, Seccional de Balneário Piçarras, SC, onde ocupa a cadeira de número 4. Nos últimos anos, Rosa Maria Tesser se debruçou na pesquisa sobre o fotógrafo Claro Gustavo Jansson, imigrante sueco que se radicou no Brasil e de maneira especial em Santa Catarina, onde fotografou o  Conflito do Contestado, deixando um grande legado e acervo para o Estado. É conhecido também como o Fotógrafo dos Tropeiros.

A ÚLTIMA

Terminou o Carnaval. Alguns ou a maioria acha que o ano começa agora, oficialmente. Para outros, como este colunista, o ano já começou há um bom tempo com muitos planos e objetivos. Bola pra frente que atrás vem gente!

Beira do Iguaçu, Fevereiro de 2.017

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPR.

Milho no Monjolo – 25 de Fevereiro de 2017

 

APOSENTADORIA

No último dia 15 deste mês, ocorreu a Solenidade de Aposentadoria da jornalista e pesquisadora Zélia Maria Nascimento Sell, na Prefeitura Municipal de Curitiba, Paraná. Brilhante, valiosa e profícua a sua trajetória de vida contada no excelente artigo “Minha História – Da Creche no Alto Boqueirão Ao Reconhecimento Mundial”. Desde logo agradeço o texto que me foi enviado via e-mail. De efeito, lamento profundamente o término da apresentação do Programa “Nossa História”, – “a História Contada Por Quem Sabe”. Todavia, almejo que continue pesquisando e escrevendo sobre a História da Terra Araucariana e da Terra Barriga-Verde, enfim, das suas gentes e das suas coisas.

“AVÓS COM VOZ”

Na última terça-feira, dia 21, no Auditório da Secretaria de Educação de Porto União, SC, ocorreu a apresentação de “Avós Com Voz”, referente ao mês de fevereiro, em alusão aos Cem Anos de Porto União. O evento contou com a participação da escritora, cronista e memorialista Therezinha Leony Wolff que falou sobre os Carnavais Antigos e a Igreja Matriz Nossa Senhora das Vitórias.

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO” 1

“Projetos Sociais e Parcerias” fazem os assuntos do Programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 26, às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo”, o amigo e apresentador informa que o entrevistado será o Promotor de Justiça Júlio Ribeiro de Campos Neto, que falará sobre os projetos sociais realizados no ano de 2016, as parcerias e as perspectivas para o ano de 2017. Observação: Neste mesmo domingo, dia 26, às 15 horas, o Promotor de Justiça Júlio Ribeiro de Campos Neto poderá ser assistido e ouvido, em entrevista sobre os mesmos assuntos, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuik, na TV Mill, a TV de União da Vitória, Paraná.

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO” 2

Júlio Ribeiro de Campos Neto é o Promotor de Justiça da Vara da Infância e da Juventude, da Família e Anexos da Comarca de União da Vitória, Paraná. Pesquisador e estudioso de temas de ordem escolar e social, já realizou a abordagem de vários assuntos, como evasão escolar, o papel da família e da escola e outros. Possui muitas honrarias, inclusive a Comenda Pinhão do Vale, conferida pela Academia de Letras do Vale do Iguaçu (ALVI)

A ÚLTIMA

A coluna de hoje é dedicada ao bom amigo e confrade Dago Alfredo Woehl, que, neste mês, foi agraciado com a Medalha Coronel Dario Natan Bezerra, numa homenagem prestada pela Defesa Civil do Paraná pelos serviços prestados à Comunidade durante a cheia de 2014.

Beira do Iguaçu, Fevereiro de 2.017.

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

Milho no Monjolo – 21 de Fevereiro de 2017

 

COMEMORAM CEM ANOS

Pois bem, não é somente Porto União que comemora Cem Anos. Em União da Vitória também comemoram Cem Anos, a Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, atualmente Catedral, o Grupo Escolar Professor Serapião, a antiga Prefeitura Municipal e o Fórum, localizados na Praça Coronel Amazonas. Havia ainda o Hotel Paraná que “incendiou-se”, ou melhor, foi incendiado, formando com os demais, além da Praça Coronel Amazonas, um verdadeiro e valioso patrimônio histórico e cultural.

OBSERVAÇÕES

Com a devida permissão, compartilho as três oportunas observações do professor Caio Ricardo Bona Moreira, meu bom estimado amigo. Observou ele: “Só uma observação para aqueles que acham que Raduan Nassar deveria devolver o dinheiro do Prêmio Camões com o qual foi contemplado: o valor da propriedade que ele doou ao Governo Federal de bom grado para a construção de um campus da UFSCAR é muito superior à quantia simbólica do prêmio. Vale milhões! Segundo, o Governo não fez um favor a um oposicionista, mas deu andamento a um processo de premiação – já iniciado – ao maior escritor vivo da literatura brasileira. Terceiro, o senhor Roberto Freire, Ministro da Cultura, nem é da Cultura, mas sim o presidente de um partido subserviente ao Golpe e àquilo que ganhou com ele”. Permissa vênia, assino embaixo.

ANTOLOGIA

Nesta segunda-feira, dia 20, ocorreu o lançamento da antologia “Algumas Vozes — Narrativas Contemporâneas”, na Biblioteca Pública do Paraná, no Centro de Curitiba. O livro reúne contos de 20 escritores brasileiros – entre eles Milton Hatoum, Bernardo Carvalho, Luiz Ruffato, Cristóvão Tezza e Luci Collin – e faz parte do projeto Curitiba Literária – Bienal de Curitiba 2016. A obra tem tiragem de 2 mil exemplares que serão encaminhados para a Biblioteca Pública do Paraná, bibliotecas municipais e os autores — alguns deles estavam no evento. Os 30 primeiros leitores que chegaram ao lançamento receberam um exemplar da antologia. Estações-tubo já estampam em diversos pontos de Curitiba frases de autores que participam de Algumas vozes — Narrativas contemporâneas. O Evento: O projeto Curitiba Literária / Bienal de Curitiba 2016 é apresentado pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com o patrocínio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), COPEL e SANEPAR. Também conta com o co-patrocínio da FECOMÉRCIO, SESC e Paço da Liberdade, Tecnologia e Serviços e Master Brasil. É realizado pela Secretaria de Cultura do Paraná, Ministério da Cultura e Governo Federal.

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada ao jovem advogado Demerson Luís Furtado Levandoski, que, na última quarta-feira, dia 16, “mudou-se para o andar de cima”, aos 45 anos de idade. Durante  algum tempo ele exerceu a sua profissão aqui na Beira do Iguaçu. Foi Secretário de Obras em União da Vitória (PR) entre 2001 e 2009 e Secretário de Administração em São João do Triunfo (PR) entre 2010 e 2013.

Beira do Iguaçu, Fevereiro de 2.017

 

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPr

 

Milho no Monjolo – 18 de Fevereiro de 2017

 

PORTO UNIÃO FAZ CEM ANOS

No dia 08 deste mês (quarta-feira), a 2ª Comissão Central do Centenário do Município de Porto União, mais alguns professores e pesquisadores aprovaram, em reunião, as três obras de arte a serem construídas em homenagem aos Cem Anos de Porto União, Santa Catarina. São elas: 1. O Marco do Centenário, na confluência das Ruas 7 de Setembro e Siqueira Campos, com a inscrição dos nomes dos Prefeitos e Vice-Prefeitos em duas placas fixadas na base 2. O Obelisco, já aprovado no começo do ano passado, como Marco Histórico, pela 1ª Comissão Central do Centenário do Município de Porto União (vide Decreto n.o 825, de 14 de dezembro de 2015). .O Parque do Centenário, com o aproveitamento e a preservação de uma imponente chaminé de uma antiga olaria, na margem esquerda do majestoso Rio Iguaçu, e melhorias na Rua Professor Weynand e arredores. As duas últimas no Bairro Santa Rosa.

“MOMENTO DA EDUCAÇÃO” 1

Pós-Graduação” faz o assunto do Programa “Momento da Educação”, que será apresentado pelo professor Aluízio Witiuk, no próximo domingo, dia 19, às 11 horas, nos microfones da Rádio Difusora União, a antiga ZYD-3, “a Pioneira do Vale”. Diretamente do “Pé do Morro da Cruz” para a Coluna “Milho no Monjolo”, o amigo e apresentador informa que o entrevistado será o mestre e doutor Ilton Cesar Martins, que falará sobre a sua pós-graduação e os resultados de uma pesquisa. Observação: Neste mesmo domingo, dia 19, às 15 horas, o professor Ilton Cesar Martins poderá ser assistido e ouvido, em entrevista sobre o mesmo assunto, no Programa “Caminho da Universidade”, que é produzido e apresentado pelo professor Aluízio Witiuik, na TV Mill, a TV de União da Vitória, Paraná.

MOMENTO DA EDUCAÇÃO” 2

Ilton Cesar Martins possui graduação em História pela Faculdade Estadual de Filosofia Ciências e Letras de União da Vitória (2000), onde também obteve o título de especialista em História do Brasil no ano de 2003. É mestre em História: Cultura e Poder pela Universidade Federal do Paraná (2005), e doutor pela mesma linha de pesquisa em 2011. Dedica-se aos estudos sobre a escravidão negra na Província do Paraná, especialmente a questão da criminalidade escrava e a questão da lei e justiça dentro daquele contexto e, nos últimos anos, vem estudando a problemática dos topeiros como mediadores culturais no espaço dos Campos Gerais do Paraná. Atualmente realiza estágio pós-doutoral junto ao programa de pós-graduação em História da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), com bolsa da Capes”.

A ÚLTIMA

A Coluna de hoje é dedicada ao colunista Victor Marcos Gregório, mui digno professor de História no Instituto Federal do Paraná, em União da Vitória, que assina a apreciada Coluna “Projeções da História”, no Jornal Caiçara, desde o dia 10 de novembro de 2015.

 

Beira do Iguaçu, Fevereiro de 2.017

Odilon Muncinelli é Membro da ALVI e do IHGPR